E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Dia Nacional de Combate e Prevenção à Trombose: veja dicas para prevenir a doença
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

Em 16 de setembro é celebrado o Dia Nacional de Combate e Prevenção à Trombose. A data foi oficialmente instituída no Brasil a partir de 2012, com a criação da Lei nº 12.629/2.012, com o objetivo de ampliar a conscientização sobre a doença, reduzir o número de casos não diagnosticados, além de incrementar medidas para a prevenção no país.


Somente no Brasil, a trombose atinge cerca de 180 mil pessoas por ano, segundo dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). No mundo todo, estima-se que esse número seja de 10 milhões. Mas a doença pode ser evitada com detecção e tratamento precoces. Por isso, é importante atuar na prevenção.


“A trombose venosa acontece quando há formação de coágulo sanguíneo em uma ou mais veias. O coágulo bloqueia o fluxo de sangue, causando dor ou edema na região. Caso esse coágulo se desprenda e se movimente na corrente sanguínea, ocorre a embolia, que pode levar a lesões graves e fatais. Por isso é tão importante trabalhar na prevenção da doença”, explica o Dr. Marcelo Zanoni, médico especialista em cirurgia vascular, endovascular e ecografia vascular.

Confira abaixo mais informações e dicas de como prevenir a trombose:

Quais são as causas e principais fatores de risco da trombose?
A trombose pode acontecer de maneira espontânea, mas geralmente está ligada a fatores de risco que favorecem o seu desenvolvimento, como obesidade, uso de hormônios, gestação, pós-parto, idade, tabagismo, pós-cirúrgico, histórico familiar, câncer, doenças crônicas, doenças agudas, AVC (Acidente Vascular Cerebral), entre outros.

Quais são os sintomas de trombose?
É importante sempre estar atento ao seu corpo e consultar um médico regularmente para o diagnóstico e tratamento necessário. Os sintomas mais comuns da trombose são edema e dor no local afetado.

A trombo embolia pulmonar exige ainda mais atenção, pois nela pode haver dor no peito e falta de ar.

Já a trombose nas pernas costuma causar dor nas panturrilhas, que podem se espalhar para o pé e tornozelo, ocasionando inchaço, sensação de peso e calor nas pernas, além de vermelhidão na região.

Existe tratamento para trombose?
Sim, a trombose tem cura e seu tratamento consiste em barrar o aumento do coágulo, remover o trombo e prevenir a embolia ou danos definitivos nas válvulas venosas.

Em geral, o tratamento é realizado com substâncias anticoagulantes que dificultam a formação e crescimento do trombo, impossibilitando o avanço da obstrução das veias e a piora da doença.

O tempo de tratamento varia de acordo com a gravidade do caso. Por isso, é importante consultar um médico para tratar a trombose desde os primeiros sinais, prevenindo assim o agravamento da doença

Como evitar a trombose?
Para evitar a trombose é importante cuidar bem da sua saúde. Confira abaixo cinco dicas para incluir na sua rotina e auxiliar na prevenção da doença:

Hidrate-se: Beba de 1,5 a 2 litros por dia de água. Além de manter a pele hidratada, o organismo fica mais saudável.

Evite ficar muito tempo sentado: ao ficar muito tempo na mesma posição, a circulação sanguínea fica prejudicada. Por isso, levante e faça caminhadas, mesmo que em um pequeno espaço.

Meias de compressão: o uso das meias de compressão é recomendado pois elas aliviam dores e inchaços. A terapia de compressão atua como uma camada muscular que pressiona suavemente as paredes das veias, ao mesmo tempo em que permite o fechamento das válvulas, fazendo com que o fluxo de sangue volte para o seu estado normal. Existem diversos modelos de meias de compressão no mercado e seu uso pode ser preventivo. A SIGVARIS GROUP, empresa global com soluções inovadoras e de alta qualidade em terapia de

compressão médica, possui um amplo portfólio de meias e canelitos que auxiliam no direcionamento correto do fluxo venoso e linfático, permitindo assim, uma nítida melhora na circulação, além de promover conforto e bem-estar.

Pratique exercícios: praticar atividades físicas é importante e auxilia muito na saúde, reduzindo o estresse, aumentando a sensação de bem-estar, melhorando a qualidade do sono e reduzindo as dores no corpo.

Evite o consumo de álcool, cigarro e comidas gordurosas: é fundamental evitar o consumo de álcool e tabaco em excesso. Isso vale também para alimentos gordurosos e salgados, que contribuem para a retenção de líquidos, o que pode potencializar inchaços nas pernas.

Editorias: Esportes  Saúde  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Isadora Nascimento Pereira  
Contato: Isadora Nascimento  
Telefone: 11-930098007-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.