E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Blue EdTech disponibiliza mini aulas gratuitas de programação de TI
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Daniela Lopes, fundadora e CEO da Blue Edtech
Daniela Lopes, fundadora e CEO da Blue Edtech

A Blue EdTech, escola de tecnologia (https://blueedtech.com.br), que tem a missão de impulsionar a carreira de programadores que possuem vontade e aptidão, mas ainda não tiveram oportunidade de ingressar na área, anunciou o lançamento do #BlueNaPrática, um projeto que tem como objetivo mostrar na prática, por meio de vídeo aulas, como aprender sobre programação pode ser descomplicado e divertido.

O primeiro encontro será realizado no dia 10 de julho às 17h, pelo Zoom (através do link Meeting Registration - Zoom) e também pelo canal da Startup no YouTube (Blue EdTech - YouTube), com uma aula, que será ministrada pelo professor Thiago Lima, utilizando Python, com o framework Flask, HTML e CSS.

“A iniciativa, é a oportunidade que faltava para auxiliar aqueles que gostam da área de programação, mas ainda não têm certeza se esse é o caminho que querem seguir. Nossos professores vão mostrar na prática um pouquinho do que os alunos poderão aprender em nosso curso”, comenta Daniela Lopes, CEO da Blue, lembrando que as inscrições para a próxima turma de alunos vão até 01 de agosto.

A startup trabalha para estabelecer conexões entre pessoas que buscam uma oportunidade no ambiente de tecnologia e grandes companhias, que querem construir times de alta performance. O programa de capacitação ofertado pela Blue EdTech financia a formação de jovens de baixa renda como profissionais da área de programação, preparando-os para atuar com as práticas mais modernas do mercado.

A Blue oferece um curso com 12 meses de duração. Nele, os alunos, que serão instruídos por profissionais altamente capacitados e com vasta expertise na área de tecnologia, estarão aptos a ingressar no mercado de trabalho após seis meses do início da capacitação.

O aluno só começa a pagar o equivalente a 15% do seu salário quando ingressar no mercado e estiver ganhando a partir de R$ 3,5 mil mensais. A primeira turma iniciou o curso em 1 de março, com 50 alunos e após cerca de seis meses de atuação, a Edtech comemorou recentemente a marca de 217, que atualmente estão divididos em três turmas.

A meta da Startup, que está em busca de empresas parceiras para criar oportunidades de trabalho para os alunos, é formar 150 alunos em 2021 e 12 mil até 2026, com a projeção de faturar R$ 50 milhões e alcançar valor de mercado de R$ 400 milhões em cinco anos, tornando-se líder nesse setor com foco na população de baixa renda.


CENÁRIO

Segundo a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), 23% dos jovens brasileiros de periferia estão em empregos que não necessitam de formação técnica, enquanto a mão de obra capacitada é um dos principais gargalos para o setor de tecnologia. De acordo com os dados da Associação, a perspectiva é de que, até 2024, o setor precise de 420 mil novos profissionais.

Calcula-se que, no setor, o gap entre vagas ofertadas sem profissionais para preenchê-las aumente em 25 mil ao ano. A percepção deste cenário foi gerada em Daniela Lopes também a partir do seu trabalho com a RED, consultoria boutique focada no Recrutamento & Seleção de Executivos. Foi essa descoberta que a motivou a buscar soluções para o mercado, dando origem à Blue EdTech.

Inscrições para o curso Blue: https://blueedtech.com.br

Editorias: Ciência e Tecnologia  Educação  Informática  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Laura Enchioglo de Matos  
Contato: Laura Enchioglo de Matos  
Telefone: --

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.