E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Movimento de pacientes oncológicos cai pela metade durante a pandemia em hospital de São Paulo
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

O setor de Oncologia do Hospital Santa Catarina (HSC), de São Paulo, registrou números preocupantes sobre a sequência dos tratamentos contra o câncer durante a pandemia do novo coronavírus. Nos meses de abril e maio, os tratamentos, exames e consultas de rotina sofreram uma queda de mais de 50% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em junho e julho, os indicadores já apresentaram melhora, o que indica uma retomada do movimento normal nos hospitais privados, pelo menos na capital paulista.

O cenário é preocupante em todo o país. Outro dado, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica, estima que cerca de 100 mil brasileiros podem ter deixado de receber o diagnóstico de câncer desde março, por receio de irem ao hospital para consultas de rotina.

De acordo com o Dr. Antônio Cavaleiro, oncologista do Hospital Santa Catarina, esses números expõem uma fragilidade na principal arma para a eficácia do tratamento oncológico: o diagnóstico precoce. “Temos escutado dos pacientes um receio em agendar consultas ou realizar exames periódicos, que podem detectar precocemente o câncer ou uma eventual recaída da doença. Muitos têm ignorado sintomas de alerta, como fadiga e emagrecimento, que podem alertar sobre a atividade da doença”, afirma o médico.

Transplantes exigem medidas extras de segurança

Para as neoplasias hematológicas, tipos de câncer que afetam o sangue, medula óssea e sistema linfático, isso pode ser ainda mais grave. Doenças como leucemia e linfoma são responsáveis por cerca de 12 mil casos novos por ano entre homens e mulheres no Brasil, e os sintomas iniciais também podem ser confundidos com quadros menos graves, relacionados à anemia, dores musculares comuns ou estresse.

Segundo a Dra. Adriana Penna, hematologista do Hospital Santa Catarina, uma vez diagnosticadas, as neoplasias hematológicas são combatidas com quimioterapia, imunoterapia e, em alguns casos, com o Transplante de Medula Óssea, que ajuda a reestabelecer a capacidade de produção de células sanguíneas. “A evolução da medicina nos mostra que, mesmo em meio a uma pandemia, tratamentos e procedimentos complexos como o transplante podem ser feitos com todo o cuidado que esse momento merece. Os pacientes devem continuar conversando com seus médicos, porque contra o medo, o melhor remédio é a informação”, explica a especialista.

Para esse e outros procedimentos oncológicos, o HSC adotou um novo fluxo de atendimento, com Pronto Atendimento no próprio Ambulatório de Oncologia e boxes individuais para aplicação de medicação. Para minimizar o deslocamento dos pacientes, quando não é possível realizar consultas não presenciais via telemedicina, os atendimentos são agendados para coincidir com a data da realização de exames e infusões. No caso de procedimentos que necessitem de internação, o paciente é orientado, por telefone, a fazer isolamento preventivo de 14 dias, e, três dias antes da internação, ele deverá comparecer ao Hospital para fazer o exame RT-PCR para detecção de Covid-19 no regime drive-thru, no estacionamento, sem que precise sair do carro.


Hospital Santa Catarina
O Hospital Santa Catarina prima pela excelência no atendimento seguro e humanizado. Referência de qualidade em serviços de saúde no Brasil, atende desde pequenos procedimentos até cirurgias de alta complexidade. A instituição filantrópica é parte da Associação Congregação de Santa Catarina, uma instituição filantrópica que impacta na cadeia de valor produtivo do país e atua nos eixos da saúde, educação e assistência social, por meio de 22 Casas e cerca de 14 mil colaboradores, distribuídos em seis Estados brasileiros. Com infraestrutura moderna, equipamentos de última geração e profissionais altamente qualificados, o Hospital Santa Catarina dispõe de 316 leitos, sendo 79 de UTI, distribuídos em cinco Unidades de Tratamento Intensivo (neurológica, cardiológica, pediátrica, geral e multidisciplinar), 15 salas de cirurgias, 3 salas de centro cirúrgico minimamente invasivo e pronto atendimento 24 horas.

Editorias: Ciência e Tecnologia  Feminina  Masculino  Saúde  Terceira idade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Rafael de Paula Teixeira  
Contato: Rafael Teixeira  
Telefone: 11-993803668-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.