E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Primavera Editorial apresenta 1ª Feira de Livros Rita Lobato
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

São Paulo, 14 de outubro de 2020 – Alusivo ao Outubro Rosa e destinado a celebrar a produção editorial feminina, a Primavera Editorial anuncia a 1ª Feira de Livros Rita Lobato, uma iniciativa que vai reunir players do mercado editorial brasileiro como Jandaíra, Grupo Autêntica, Grupo Editorial Pensamento, Quintal Edições, Dita, Blusher e Luas Editora. O evento online acontece de 19 a 31 de outubro e contará com uma ampla programação de rodas de conversa, abordando temas como gênero e as diversas normas sociais que validam essas construções. A ideia é associar os temas à uma produção literária de qualidade e debates propositivos. A feira é uma homenagem à primeira mulher formada em medicina no Brasil, que se especializou em obstetrícia pela Universidade Federal da Bahia, em outubro de 1887. Um passado feminino que nos ajuda a entender o presente e construir novos arranjos futuros.

Segundo Lu Magalhães, presidente da Primavera Editorial, a proposta do evento é reunir editoras brasileiras que têm investido em um catálogo de alta qualidade e genuinamente interessadas em debater temas relevantes para as mulheres. “Na programação online, vamos abordar temas como a saúde mental feminina, gordofobia na ginecologia, saúde sexual holística, tecnologias como ferramenta para combater o preconceito na medicina, entre outros. Não são temas triviais ou fáceis, mas são muito relevantes para elevar a régua desse debate que precisamos fazer sobre as diferentes formas de preconceito contra as mulheres. E, complementando esses diálogos, temos os livros que sempre dão suporte para qualificar essas rodas de conversa. Para a Primavera Editorial, é um privilégio liderar uma iniciativa como essa”, afirma.

Na percepção de Giovanna Pires, livreira da Primavera Editorial e coordenadora da 1ª Feira de Livros Rita Lobato, o evento é uma oportunidade ímpar para enxergar a saúde feminina de uma forma plural, com diversas abordagens e perspectivas, mostrando que cada mulher precisa reivindicar o direito ao tipo de saúde que é mais adequado para si – e questionar a forma capitalizada em que a medicina trata nossos corpos. “É um diálogo que tem início nos eventos com convidadas incríveis e que continua com as inúmeras publicações das editoras participantes, que trazem ainda mais informações sobre os assuntos pertinentes para o autoconhecimento de qualquer pessoa que se identifica como mulher”, afirma.


PROGRAMAÇÃO
22 de outubro, 19 horas | Saúde Mental e a Mulher Hoje
Palestrante: Sonia Eva Tucherman, médica psiquiatra graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); psicanalista e membro efetivo – com funções didáticas plenas – da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ), da International Psychoanalytical Association (IPA) e da Federação Psicanalítica da América Latina (FEPAL).)



26 de outubro, 19 horas | Gordofobia Médica
Palestrante: Bee Reis, proprietária da marca de lingeries e trajes de banho, For All Types; estilista e ativista.

27 de outubro, 19 horas | Ginecologia: origens, realidades e possibilidades
Palestrante: Caroline Reis Gonçalves, graduada em medicina pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes, MG), cursou residência em Ginecologia e Obstetrícia na Maternidade Odete Valadares (Belo Horizonte, MG). Em 2016, fez intercâmbio em Londres na área de Obstetrícia, com ênfase em Cardiotocografia, no St George\'s Hospital. É mestranda em Saúde da Mulher, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente atua no Hospital Sofia Feldman e Maternidade Neocenter em Belo Horizonte.

28 de outubro, 19 horas | Saúde Sexual Holísitca
Bate-papo: Cristina Balzano e Maria Barretto
Cristina é obstetriz formada pela USP e mãe de três filhos: Mônica, Miguel e João Pedro – todos nascidos de partos naturais. É também fisioterapeuta, mestre em yoga científica e formada em yoga para gestantes e crianças. Trabalhou durante quinze anos como doula; é certificada pela Doulas of North America (DONA). É especialista em gestantes e shantala, cromoterapia, relaxamento e psicomotricidade pela PUC-RS; tem experiência em monitoria e vivência em grupos de estudo e desenvolvimento sobre energia sensorial. Já acompanhou mais de mil partos ao longo de vinte anos de atuação, inicialmente como doula, depois como parteira urbana (obstetriz). Atende partos domiciliares e hospitalares. Idealizadora do método “toque de piano” – massagem para bebês –, é educadora perinatal e de Spinning Babies, além de ministrar cursos e oficinas para formação de profissionais do parto e para gestantes no Brasil e no exterior.

Maria é mãe da Tereza, José e Ana; tem se dedicado profissionalmente ao trabalho com mulheres há mais de dez anos, contribuindo para que todas mergulhem em uma jornada de autoconhecimento, reconectando-se com seu Ser Mulher, trabalhando com seu feminino e masculino, e conhecendo mais o próprio corpo, a sexualidade, a natureza cíclica, a criatividade e capacidade de gerar vida. Usa diversas ferramentas e técnicas como Coaching, ThetaHealing, Cura e Bênção do Útero, Escuta Empática, Sabedoria das Avós da Tribo da Lua, Toque, Anatomia Emocional, Massagem, Oráculos e o uso de Ervas Medicinais.

SOBRE RITA LOBATO | A primeira mulher a exercer medicina no Brasil, Rita Lobato – que nasceu no Rio Grande do Sul, em 1866 –, teve sua trajetória marcada pelo pioneirismo. Apenas cinco anos após o decreto imperial que permitiu às mulheres que estudassem em faculdades – e obtivessem diplomas – ela se matriculou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e ingressou no curso em 1884. Mesmo com o direito à educação garantido por lei, as mulheres continuavam a ocupar papéis de cuidadoras domésticas. Nesse contexto, Rita teve que lutar contra o forte preconceito de colegas e professores no ambiente acadêmico; na faculdade, conquistou o respeito e recebeu o título de médica em 1887, defendendo a tese sobre a operação cesariana – tema polêmico na época e que rendeu a ela severas críticas.

Motivada pela lembrança da mãe – que faleceu ao dar à luz ao irmão caçula de Rita –, ela foi em frente, norteada pela ideia revolucionária da importância de garantir a saúde das mulheres. Formada, passou a atender pacientes e fornecer medicamentos gratuitos; conquistou inúmeras pacientes que não queriam ser examinadas por homens. Viúva em 1926, voltou a sua atuação para a política e ativismo, usando a dor da perda como combustível para lutar pelos direitos das pacientes; foi eleita vereadora pelo partido Libertador, em Rio Pardo, Rio Grande do Sul.


SOBRE A EDITORA | A Primavera Editorial é uma editora que busca apresentar obras inteligentes, instigantes e acalentadoras para a mulher que busca emancipação social e poder sobre suas escolhas. http://www.primaveraeditorial.com



MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Frida Luna Boutique de Comunicação
Betânia Lins betania.lins@gmail.com
Celular: (11) 9 7338-3879

Editorias: Cultura e Lazer  Economia  Feminina  GLTB  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Betânia Lins  
Contato: Betânia Lins  
Telefone: 11-9 7338387-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: betanialins2
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.