E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




GRATUITO | Afrofuturismo: um lúcido paradigma para o futuro será um dos temas debatidos no CriAtivar
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

| De 24 a 27 de setembro, o CriAtivar (1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade) contará com mais de 40 atividades on-line gratuitas, divididas em quatro eixos temáticos: Cidadania Criativa; Tecnologia, Inovação, Negócios e Empreendedorismo; Futuro, Sustentabilidade, Impacto e Cidadania; e Criatividade, Cultura e Arte.

|Em 25 de setembro, às 12 horas, o tema do bate-papo será “Afrofuturismo: um lúcido paradigma para o futuro”, com a participação de Fausto Vanin, Zaika dos Santos e Victor Augusto; a mediação é de Alessandra Moura. Mais informações: http://www.festivalcriativar.com.br/


São Paulo, 14 de setembro de 2020 – Imagine uma viagem ao futuro, com elementos hi-tech e, ao mesmo tempo, com toques de ancestralidade. É dessa forma que podemos começar a entender o Afrofuturismo, movimento pluridisciplinar que utiliza a música, as artes plásticas, a moda e outros elementos socioculturais para estabelecer um encontro genuíno entre a história, o resgate da mitologia e das cosmologias africanas com a tecnologia, a ciência, o novo e o inexplorado. O tema, que há cinco anos entrou na pauta global como tendência, ganhou força em um contexto contemporâneo com os protestos do BlackLivesMatter e com o lançamento do álbum visual da Beyoncé, Black is King. Para trazer a reflexão de estudiosos brasileiros, o 1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade incluiu na programação o debate Afrofuturismo: um lúcido paradigma para o futuro. Mediado por Alessandra Moura – e com as participação de Fausto Vanin, Zaika dos Santos e Victor Augusto –, o painel acontece em 25 de setembro, às 12 horas.

O 1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade reunirá mais de 40 atividades gratuitas, divididas em quatro eixos temáticos. Especialistas nacionais e internacionais – como Brian Solis e Domenico De Masi –debaterão, on-line, temas como economia criativa, inovação, construção de uma nova sociedade e novos paradigmas da economia local e mundial. Com transmissão em plataformas de streaming a partir de Santos, o CriAtivar apresentará as mentes criativas e disruptivas de empreendedores, executivos de empresas, artistas, criativos e pensadores de Santos, do Brasil e do mundo. Em destaque, os segmentos: audiovisual, música, design, arquitetura, games, empreendedorismo de impacto social, economia prateada e muito mais. A agenda completa está disponível no site http://www.festivalcriativar.com.br/

O CriAtivar surge como uma convergência com a Santos Criativa – selo adotado pela cidade em 2015, quando passou a integrar a Rede de Cidades Criativas da Unesco, na categoria Cinema. Em 2020, a cidade realizaria, pela primeira vez na América Latina, o Encontro Anual da Rede de Cidades Criativas das Organizações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Diante da pandemia, que demandou o cancelamento de atividades presenciais, o festival se estabelece como alternativa qualificada e disruptiva muito alinhada ao vanguardismo de Santos. O evento é organizado pela DCovas Projetos Culturais e Corporativos, LAB 4D e Zopp Criativa; a curadoria é do Atelier do Futuro e realização do Governo do Estado de São Paulo, via PROAC.

Cosmovisão africana
Segundo Mariana Nobre, gestora do Atelier do Futuro e uma das curadoras do CriAtivar, o Afrofuturismo é uma temática revivalista na essência, pois encontra futuro em seu passado e sua ancestralidade. “É um movimento contracultural dos anos 1960, que está encontrando oportunidades e fertilidade histórica agora. Os livros de ficção científica sessentistas, da autora negra Octavia Butler, por exemplo, estão voltando às prateleiras e às críticas literárias. Em 2019, quando visitei as instalações do MOMA PS1 – que acolhe a curadoria dos projetos de cultura e arte embrionárias da instituição ─, soube que a temática está sendo objeto de estudos por eles desde 2016. Aqui, no Brasil, temos algumas iniciativas conduzidas por intelectuais que estão refletindo e produzindo conhecimento sobre o tema. É com grande orgulho que trazemos essas vozes para um debate qualificado sobre Afrofuturismo”, afirma Mariana.

PARTICIPANTES

Fausto Vanin | Agente da transformação digital, atua em iniciativas que usam a tecnologia para mudar o contexto social em que vive. Possui mestrado em Informática Aplicada pela PUC-PR e certificação em Inovação e Estratégia pelo MIT Sloan School of Management. Membro da OnePercent, coletivo que desenvolve soluções de software com a tecnologia Blockchain e cofundador do Pox – plataforma de aprendizagem interativa. Vanin é membro da diretoria voluntária da Aldeia da Fraternidade, fellow do Social Good Brasil e consultor de negócios na Odabá, associação de afroempreendedores do Rio Grande do Sul.

Zaika dos Santos | Multiartista, pesquisadora e cientista, divulgadora científica do Afrofuturismo. Fundadora das iniciativas científica e educacional Afrofuturismo: Arte e STEM; do coletivo artístico e educacional Saltosoundsystem e da iniciativa de multiartes Nok é Nagô. Tecnóloga em Audiovisual, em Rádio e TV e Web Design. Atualmente, está concluindo graduação de Licenciatura em Artes Plásticas na Guignard (Universidade do Estado de Minas Gerais) e se especializando em Big Data; também é habilitada em Serigrafia. Pesquisadora afiliada à Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN), integrante do grupo de pesquisa do Laboratório de Poéticas Fronteiriças (LabFront) da Universidade do Estado de Minas Gerais; bolsista de iniciação científica no Instituto Sua Ciência, com sua terceira pesquisa científica sobre Afrofuturismo. Uma das cientistas divulgadoras científica do projeto Mulheres na Ciência (British Council), 2018; WOW – Festival Mulheres do Mundo e Museu do Amanhã, no qual desenvolveu a divulgação científica Afrofuturismo no WOW. Cientista filiada ao 500 Women Scientists.

Victor Augusto | Antropólogo formado pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), Augusto integra o coletivo de mídia independente Suspeito, para o qual escreve sobre música e cinema. Atuando como pesquisador de tendências na White Rabbit, ele estuda temas ligados ao Afrofuturismo, à inovação, tecnologia e foresight. Em 2019, concluiu o Programa Cinematographos de Estudos de Cinema, na Casa Guilherme de Almeida.

Alessandra Moura (mediadora) | Paulistana do Capão Redondo, é formada em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário SENAC. A sua principal área de atuação é a produção cultural, com foco na organização de eventos sociais multidisciplinares. Vivendo na França desde 2016, ela é hoje mestranda em Comunicação Social na Université Lumière Lyon II. Alessandra também desenvolve uma investigação sobre o universo do sexo e da sexualidade, fazendo uma intersecção entre afetividade, raça e gênero. Curiosa pela futurologia, com o Grupo Antenna – conduzido pelo Atelier do Futuro –, estuda o espírito do tempo.


SOBRE O CRIATIVAR

De 24 a 27 de setembro, o CriAtivar – que aposta na tendência da dispersão dos grandes centros urbanos, em decorrência do amadurecimento do trabalho remoto – vai reunir nomes como Brian Solis (escritor, antropólogo digital e futurista classificado pela Forbes como uma das mentes de negócio mais criativas e brilhantes do nosso tempo); Domenico De Masi (sociólogo italiano formulador do conceito ócio criativo); Ana Carla Fonseca (vencedora do Prêmio Jabuti, categoria Economia); Luiza Voll (Contente); Facundo Guerra; Helena Bertho (gerente de comunicação da Coca-Cola); Ana Fontes (empreendedora social RME e IRME, delegada líder BR W20/G20, eleita uma das 20 mulheres mais poderosas pela Forbes BR 2019, Top Voices LinkedIn 2020); Glamour Garcia (atriz, interpretou Britney na novela A Dona do Pedaço); Watatakalu Yawalapiti (uma das grandes lideranças indígenas no Alto Xingu, protagonista do documentário \"Gigantes pela própria natureza\"); Luli Radfahrer (professor, Ph.D. em comunicação digital pela ECA-USP, pesquisador, designer e analista de tendências digitais); Heitor Dhalia (sócio da Paranoid e diretor de filmes como \"O Cheiro do Ralo\" e \"Serra Pelada\"), entre outros.

Evento: CriAtivar – 1º Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade
Data: de 24 a 27 de setembro
Transmissão: redes sociais do CriAtivar (@festivalcriativar)
Organização: DCovas Projetos Culturais e Corporativos, LAB 4D e Zopp Criativa Cocuradoria: Atelier do Futuro
Realização: Governo do Estado de São Paulo | PROAC
http://www.festivalcriativar.com.br/


| 24 DE SETEMBRO
De uma economia criativa a uma cidade criativa: alternativas de desenvolvimento econômico. | 10 horas
_Entendendo os movimentos #beofficeless e #foracidadegrande: a diáspora dos criativos. | 10 horas
_Usinas criativas para um mundo pós-covid. | 12 horas
_Mobilidade e caminhabilidade para uma cidade criativa. | 12 horas
_Centro: um polo criativo. | 14h30
_Dinheiro para um novo mundo: moedas sociais e novas visões de crédito. | 14h30
_Arqueologia do futuro: Santos, historicamente criativa. | 16h30
_Economia prateada: a revolução da longevidade. | 16h30
_Desafios das mulheres no empreendedorismo. | 18h30
_Empreendendo na música. | 18h30
_Novos papéis dos influenciadores digitais. | 20h30
_Show: Sacada Cultural | 20h30


| 25 DE SETEMBRO
_Para além dos unicórnios: casos de startups santistas. | 10 horas
_Negócios criativos e requalificação urbana | 10 horas
_ Afrofuturismo: um lúcido paradigma para o futuro. | 12 horas
_Financiando projetos: match de investidores, matchfunding e leis de incentivo. | 12 horas
_Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na Moda. | 14h30
_O movimento maker e a construção de novas realidades. | 14h30
_Agenda 2030: compromisso com o milênio, entendendo as ODS da ONU. |
16h30
_Domenico De Masi e Ana Carla Fonseca: a criatividade como aliada. | 16h30
_Brian Solis e Luli Radfahrer: como ter uma vida criativa. | 18 horas
_O futuro do trabalho e o trabalho do futuro. | 18h30
_Renda básica universal: equidade para o futuro. | 20h30

| 26 DE SETEMBRO
_Cidade criativa para além do empreendedorismo branco. | 10 horas
_Mercado da voz: você já pensou em usar a sua? | | 10 horas
_Empregabilidade e empreendedorismo trans. | 12 horas
_A força da identidade local: Santos e seu hiperlocalismo e place branding. | 12 horas
_A era da curadoria. | 14h30
_O poder do brincar: da saúde mental à transformação social. | 14h30
_É possível ensinar criatividade? | 16h30
_Resistentes (e Inovadores): livreiros no mundo dos algoritmos e dos e-books. | 16h30
_As reinvenções da gastronomia: como o que está no nosso prato revela o espírito do nosso tempo | 18h00
_Brian Solis e Luli Radfahrer: como ter uma vida criativa. | 18h30
_Design fiction e futures thinking. | 19h30
_ Joga a ppk na mesa. | 20h30


| 27 DE SETEMBRO
_Laboratórios cívicos: a imaginação coletiva. | 10 horas
_A inovação está na natureza: olhares da agricultura urbana, da ecogastronomia e da biomimética. | 10 horas
_Ócio e tempo livre: de subversivos a revolucionários. | 12 horas
_Cannabusiness: a revolução cannábica. | 12 horas
_Como transformar Santos num polo do audiovisual? | 14h30
_Liberte o futuro. | 14h30
_Cinema nacional: rumos e resistências. | 16h30
_Desafios da equidade na produção cultural. | 16h30
_Audiovisual expandido: realidade virtual e aumentada, animação; games e video mapping. | 18 horas
_Domenico De Masi e Ana Carla Fonseca: a criatividade como aliada. | 18h30
_ Festivais de Inovação e Criatividade: provocando futuros. | 19h30
_Show: Sacada Cultural | 20h30


SOBRE O FESTIVAL CRIATIVAR | Organizado pela DCovas Projetos Culturais e Corporativos, LAB 4D e Zopp Criativa – com curadoria do Atelier do Futuro e realização do Governo do Estado de São Paulo, via Programa de Ação Cultural (PROAC) –, o Festival Internacional Santista de Criatividade, Inovação e Sociedade foi pensado para colaborar com o ecossistema de Economia Criativa. O evento acontece em convergência com a Santos Criativa, selo adotado pela cidade. Em 2015, o município passou a integrar a Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), na categoria Cinema. De 24 a 27 de setembro, a partir da cidade e para o mundo, serão transmitidas mais de 40 atividades gratuitas como painéis, mostra de design e bate-papos. A programação on-line está alinhada a quatro eixos temáticos: Cidade Criativa; Tecnologia, Inovação, Negócios e Empreendedorismo; Futuro, Sustentabilidade, Impacto e Cidadania; e Criatividade, Cultura e Arte.





CRIATIVAR | http://www.festivalcriativar.com.br/
MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Frida Luna Boutique de Comunicação
Betânia Lins betania.lins@gmail.com
Tânia Lins taniasilins@gmail.com
Celular: (11) 9 7338-3879





Editorias: Cultura e Lazer  Educação  Propaganda e Marketing  Sociedade  Terceiro Setor  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Betânia Lins  
Contato: Betânia Lins  
Telefone: 11-9 7338387-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: betanialins2
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.