E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Relatório do ECR Retail Loss Group aponta que varejistas devem ser estratégicos na análise de vídeos
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site


Estudo incentiva os lojistas a repensar gastos anuais de quase US$ 2 bilhões em vídeo, usando a ferramenta de forma estratégica e integrada aos negócios, ao invés de só como opção de segurança
Montreal & Paris, 20 de agosto 2020 – Um novo relatório do ECR, de autoria do professor emérito Adrian Beck, da Universidade de Leicester, recomenda que varejistas aproveitem a análise de vídeo de forma mais estratégica para controlar custos, melhorar operações e aumentar lucratividade.
Encomendado pelo ECR Retail Loss Group e apoiado por uma bolsa de pesquisa independente da Genetec Inc, fornecedora de tecnologia líder em soluções unificadas de segurança, segurança pública, operações e business intelligence, o relatório oferece conselhos práticos para que os varejistas aproveitem melhor os dados extraídos por seus sistemas de vigilância por vídeo.
O relatório \'Revisando o uso de tecnologias de vídeo no varejo\' é extraído de entrevistas aprofundadas e visitas às lojas de 22 varejistas* com sede nos Estados Unidos e na Europa. Entre eles estão alguns dos maiores varejistas do mundo, com vendas que somam mais de US$ 1 trilhão – equivalente a aproximadamente 12% do mercado varejista total dessas duas regiões.
O relatório resume as maneiras como os sistemas de vídeo em geral e as análises de vídeo em particular estão sendo implementados nas lojas, incluindo seu uso pela equipe jurídica para conformidade com regulações relativas à saúde e segurança e monitoramento de incidentes de escorregões, tropeços, quedas.
O estudo abrange também aplicativos de business intelligence – como melhorar o atendimento ao cliente por meio de agilidade de tempo de resposta da equipe e disponibilidade do produto; gerar heat maps e tempos de permanência do cliente, fazer contagem de pessoas e monitoramento de filas; emitir alertas; e melhorar a precisão da escolha. Dada a necessidade de extrair valor de toda a organização, uma recomendação fundamental da pesquisa é a nomeação de uma solução de vídeo central, capaz unificar as informações, com responsabilidade global pela supervisão estratégica dos sistemas de vídeo implementados em todo o negócio.
“Embora as tecnologias de vídeo venham sendo usadas de uma forma ou de outra no varejo há mais de 40 anos, a pesquisa encontrou poucos exemplos de varejistas nos quais o papel, o propósito e capacidade delas de contribuir para o sucesso dos negócios tenha sido claramente articulado. A análise de vídeo é uma tecnologia com uma ampla capacidade e em rápida evolução, mas que ainda é subutilizada”, afirma Adrian Beck, professor emérito da Universidade de Leicester e autor do relatório.
Segundo Beck, o estudo aponta que existe a necessidade de liderança explícita, maior aplicação nas funções de varejo, melhor integração das tecnologias de vídeo com sistemas existentes e melhor alinhamento do design do sistema de vídeo com objetivos organizacional.
“O vídeo, ao longo dos anos, se tornou uma ferramenta ainda mais indispensável para todo o negócio, não apenas para a equipe de segurança. Esse relatório pode ser um guia essencial para os líderes de proteção de ativos e prevenção de perdas sobre como gerenciar proativamente os vídeos e dados gerados”, explica Scott Draher, vice-presidente de Ativos de Proteção e Segurança da Lowes. O estudo aplica o pensamento crítico ao uso das análises de vídeo e começa a moldar uma abordagem a ser adotada por toda a empresa, de modo a consagrar o vídeo como um ativo para toda a empresa.
Para Rob Borsch, líder de Práticas de Bancos e Varejo da Genetec, com várias unidades de compra do varejo desconectadas, todas expressando diferentes necessidades de dados, os provedores de tecnologia historicamente responderam com soluções isoladas e personalizadas que adicionam custos e esforços, ao mesmo tempo em que reduzem o ROI e a escalabilidade. “Mas, usando uma abordagem mais holística, impulsionada por uma visão e direção centralizadas, os interessados podem se conscientizar dos recursos disponíveis na solução, como dashboards sob medida para cada departamento, para melhor engajamento e ROI – algo fundamental para o varejo avançar”, reflete o executivo da Genetec.
Para baixar o relatório, visite https://ecr-shrink-group.com/page/the-use-of-video-cctv-in-retail.

Editorias: Economia  Informática  Negócios  Serviços  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: GP Comunicação  
Contato: Clezia Martins Gomes  
Telefone: 11-3129-5158-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: clezia@hotmail.com
MSN: clezia@hotmail.com
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.