E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Obeso Acolhido: na contramão do preconceito e estigmas
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
imagem divulgação
imagem divulgação

Livro sobre obesidade e seus impactos na vida das pessoas será lançado durante o XXV Congresso Brasileiro de Nutrologia


Quebrar paradigmas e despertar um novo olhar sobre as pessoas com excesso de peso, numa discussão consciente e de alerta no combate à gordofobia. Estes são os principais caminhos traçados no livro “Obeso Acolhido”, de autoria de Durval Ribas Filho e Arthur Kaufman, que será lançado na sexta-feira, 24, no XXV Congresso Brasileiro de Nutrologia, promovido pela ABRAN, entre os dias 23 e 25 de setembro.

A obra traz uma abordagem inédita, focada em situações constrangedoras e até inusitadas, que muitas pessoas passam por serem obesas, e que se somam à lista de outros preconceitos tão em pauta nos dias de hoje - os raciais, étnicos, religiosos e sexuais - mas que já geram uma certa mobilização.

A sociedade, porém, está longe de ações mais efetivas, para combater o preconceito sobre a obesidade que, ao contrário dos outros, vai além de uma questão social. É uma patologia, mas não entendida como tal.

Esta estigmatização pode representar graves repercussões na saúde emocional e física, ao longo da vida, e superar essa situação torna-se um desafio ainda maior, entre crianças e adolescentes.

A “gordofobia” é uma doença social e o seu combate não consiste em apenas lutar para que o obeso não seja perturbado e vítima de um potencial bullying. “O livro é o retrato de um sonho, que se tornou realidade, após eu atender centenas de pacientes obesos, em muitos anos de avaliações terapêuticas, e perceber um processo discriminatório, de estigmatização muito forte e robusto, em todos os seus aspectos, onde o obeso não é acolhido pela sociedade. Ao contrário, sofre preconceito”, destaca Dr. Durval Ribas Filho.

Preconceito sem medida

A leitura é um convite à reflexão, através de uma série de casos, como o do homem que gostava de gordinhas e chocou sua família por isso; a mulher que ia às compras para aliviar seu drama e o executivo que engordou diante de tantas responsabilidades profissionais. Muitas destas histórias são acompanhadas de valiosos comentários dos especialistas que assinam o livro.

“Alicerçamos pitadas de teoria e a descrição de muitos casos de pacientes, que tiveram um atendimento integral. Porém, enxergamos e queremos que todos passem a enxergar também, a pessoa que sofre da doença física obesidade, com prejuízos sociais e que se sente olhada e julgada por parentes, colegas de trabalho e amigos, fora o autojulgamento negativo, o mais pesado e gerador de culpa de todos”, alerta Dr. Arthur Kaufman, que sempre alimentou a ideia de escrever sobre o tema.

“Eu me sentia incomodado ao perceber que, embora com boa base na parte comportamental do obeso, pouco sabia a respeito da fisiopatologia da obesidade e de outros transtornos alimentares. O estímulo veio após a formação em Nutrologia, pela ABRAN, e o convite feito pelo Durval, que resultou na sociedade neste empreendimento”.

Para quem gosta de boas histórias

A obra não é dedicada aos profissionais de saúde, mas aos que gostam de histórias de vida: os que estão fora do peso ideal, seus amigos, familiares e toda sociedade. É uma chance de conhecer um pouco mais da realidade dos obesos, além da aparência física.

Por isso, não espere encontrar uma nova dieta milagrosa, mesmo que perdida entre as páginas. Os relatos mostram vidas e julgamentos de pessoas com sobrepeso que, mesmo se sentindo confortáveis com seu corpo, tiveram que repensar esta postura. Afinal, obesidade é uma doença e, na maioria dos casos, associa-se a comorbidades, muitas delas graves, como diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, síndrome metabólica, doenças ortopédicas, alguns tumores e, mais recentemente, uma menor resistência ao vírus da Covid-19.

“Queremos mostrar às pessoas obesas que elas podem ser acolhidas por profissionais sérios e qualificados. E, para a população em geral, que os obesos são portadores de uma doença e precisam de atenção. Lamentavelmente não é o que acontece. Creio que é o primeiro livro no Brasil, e talvez no mundo, que mostre que o obeso tem que ser abraçado, acariciado. Que precisa de carinho e compreensão porque é uma doença terrível, que traz sim muitas morbidades associadas, mas principalmente essa discriminação social e psicossocial”, alerta Dr. Durval.

O prefácio é assinado por Eliana Fonseca, atriz e diretora de cinema, que relata sua saga pelas dietas e como a obesidade a acompanhou ao longo da vida, mesmo tendo sua autoestima sempre em alta. “Várias vezes fui chamada para dar entrevistas em programas de TV, veja só, pra falar de como eu podia ser feliz e… gorda! Não compreendia como isso poderia gerar mais interesse do que os trabalhos que fazia, na minha opinião, muito mais relevantes do que o meu excesso de peso”.

Já no posfácio, do Dr. José Alves Lara Neto, o médico nutrólogo destaca que o livro orienta sobre a natureza intrínseca e a complexidade social onde o obeso se insere: naquela realidade em que ele deixa de ser um cidadão para ser quase um vilão. “Certamente, não será um livro de cabeceira. É bem mais que uma publicação para enfeitar prateleiras. Trata-se de um livro a ser consultado sempre, para o exercício inteligente e constante. Para o nosso trabalho mais humanizado”.

É certo que cada um é dono de sua vida e tem, portanto, todo o direito de ser gordo e não ser perturbado por isso. Mas é importante saber dos riscos para sua saúde e que é responsável pelo primeiro passo para se auto cuidar. “O esforço terá valido a pena se este livro servir como boa leitura e estimular a mudança de comportamento, alimentando dois campos. Num deles, estudantes e praticantes da área de Saúde, como profissionais de Medicina, Psicologia, Nutrição, Enfermagem, Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. No outro, a pessoa obesa, seus familiares, amigos e leitores curiosos e dispostos a combater e destruir o estigma”, projeta Dr. Kaufman.

 

Os Autores

Durval Ribas Filho

Mestre e Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina de Rio Preto. Professor Titular de Nutrologia da Faculdade de Medicina da Fundação Padre Albino e da Faculdade de Medicina de Catanduva, as três em São Paulo. Professor e Coordenador Científico do Curso Nacional de Pós-Graduação em Nutrologia no Hospital Servidor Público Estadual/IAMSPE. Editor-associado das Revistas Científicas: Nutrition & Diabetes (Nature), Journal of Medical and Health Sciences e International Journal of Nutrology. Especialista em Nutrologia, Clínica Médica e Endocrinologia pelo Conselho Federal de Medicina. Presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran)


Arthur Kaufman

Mestre e Doutor em Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP/SP), Professor Doutor do Departamento de Psiquiatria da FMUSP/SP. Professor ex-coordenador do Programa de Atendimento ao Obeso (Prato) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP/SP. Professor e Supervisor da Sociedade de Psicodrama de São Paulo. Docente de Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran)



SERVIÇO

Título – Obeso Acolhido

Autores – Durval Ribas Filho e Arthur Kaufman

Segmento Farma Editora - 180 páginas

Editorias: Ciência e Tecnologia  Feminina  Masculino  Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: VS Press Consultoria em Comunicação  
Contato: Andrea Simoes  
Telefone: 11-41113622-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.