E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Grupo Oncoclínicas promove live para debater os impactos da pandemia no diagnóstico e tratamento de tumores de mama e ginecológicos
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Dr. Diocésio Andrade - InORP Oncoclínicas
Dr. Diocésio Andrade - InORP Oncoclínicas

Diante do cenário da pandemia do novo coronavírus, em que já foram registrados mais de 3 milhões de casos e uma marca superior a 100 mil mortes no Brasil, o Grupo Oncoclínicas realizará nesta quarta-feira (12/08) às 17 horas, um debate online, aberto ao público e ao vivo, com a participação dos oncologistas do Centro Paulista de Oncologia (CPO) , unidade Oncoclínicas em São Paulo, Dr. Daniel Gimenes e da Dra. Michelle Samora e também, do oncologista do InORP - unidade Oncoclínicas em Ribeirão Preto - Dr. Diocésio Andrade, para abordar os impactos da pandemia nos diagnósticos e tratamentos de tumores de mama e ginecológicos.

As sociedades brasileiras de Patologia e Cirurgia Oncológica calculam que, entre março e junho, 70 mil diagnósticos de Câncer deixaram de ser feitos no país. A falta ou o atraso dos exames preocupa: o Câncer não espera, e tais números podem fazer com que tenhamos potencialmente índices mais altos da doença descoberta em estágio avançado, reduzindo as chances de cura.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil deve registrar até o final deste ano 625 mil novos casos diagnóstico de tumores malignos. Neste cenário, a neoplasia de mama continua sendo que mais afeta as mulheres, com 66 mil novos casos diagnosticado todos os anos. Estima-se que mais de 2 milhões de brasileiras tenham a doença.

Já entre os tumores ginecológicos, o de colo de útero é o mais incidente, ocupando o terceiro lugar na prevalência de Câncer entre a população feminina, com 16.590 novos casos ao ano, e figura como a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

Facilmente mapeados em estágio inicial por meio de exames preventivos de rotina, caso da mamografia e do papanicolau, respectivamente, os tumores de mama e de colo de útero chegam a 90% de chances de recuperação total quando detectados precocemente.

Além de debaterem os efeitos dos atrasos nas condutas de controle e tratamentos destes tipos de câncer, os especialistas do Grupo Oncoclínicas também esclarecerão as principais dúvidas enviadas pela audiência em tempo real, durante a transmissão.

Os interessados poderão acessar a Live clicando em https://cloud.netglobe.com.br/webcast/oncoclinicas2

Além das lives realizadas periodicamente para manter pacientes oncológicos e demais interessados atualizados sobre temas que impactam seus cotidianos durante a pandemia, o Grupo Oncoclínicas mantém um hotsite com conteúdos apurados, onde também é possível acessar vídeos e informações de apoio sobre coronavírus e câncer.

Para conferir, acesse: http://www.grupooncoclinicas.com/noticias/coronavirus/

Editorias: Feminina  Serviços  Saúde  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Phábrica de Ideias  
Contato: Fernanda Garcia | Phábrica de Ideias  
Telefone: 16-39113606-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.