E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Baudot e Todorov selecionam relatos astecas do período da conquista
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Baudot e Todorov selecionam relatos astecas do período da conquista
...

Com ricas ilustrações dos manuscritos da época, coletânea reúne textos produzidos ainda ‘no calor da hora’ da invasão de que foram vítimas

A ideia de que “a história é escrita pelos vencedores”, atribuída ao escritor George Orwell, aplica-se sobremaneira à conquista das Américas à época dos descobrimentos. Muita literatura chegou até nós sob a ótica dos colonizadores. Mas e as civilizações conquistadas? Engana-se quem acha que não produziram sua própria visão. E é para corrigir essa distorção que a Editora Unesp lança Relatos astecas da conquista, coletânea organizada por Georges Baudot e Tzvetan Todorov e que traz textos escritos no “calor da invasão”, muitos deles a partir do nauatle, o idioma asteca.

“Inicialmente, esses escritos estabelecidos no século XVI foram proibidos, escondidos, censurados ou até destruídos”, anotam os organizadores na apresentação. “Sua publicação começou no século XIX, na esteira dos movimentos de independência das antigas colônias americanas; mas não tardou a ser encaminhada por dois caminhos igualmente pouco preocupantes: as edições eruditas, cuidadosas, mas escondidas em publicações confidenciais, ignoradas pelo grande público; e as transposições poéticas, eventualmente populares, mas que condenam o leitor a admirar um exotismo incompreensível.”

O que o leitor tem nas mãos é a seleção cuidadosa, com traduções inéditas e integrais feitas a partir do original nauatle, que se apresentam primeiro, ou de versões espanholas do século XVI, em seguida. Entremeados por comentários pontuais sempre com vistas a dissipar quaisquer dúvidas, os relatos se apresentam com ricas ilustrações que acompanhavam os manuscritos produzidos à época. “Desse modo, o leitor poderá captar a forma original dos relatos e seu sentido atual, podendo apreciar os traços excepcionais de um passado ao mesmo tempo remoto e próximo”, escrevem Baudot e Todorov.

Sobre os organizadores - Georges Baudot (1935-2002), historiador, antropólogo, foi professor na Universidade de Toulouse II-Le Mirail. Especialista em etno-história do México, língua nahuatl e literatura, dirigiu a revista Caravelle e escreveu cerca de uma dezena de obras, especialmente sobre os temas Mesoamérica e Nova Espanha.

Tzvetan Todorov, nascido na Bulgária em 1939, radicou-se na França em 1963. Filósofo, historiador, crítico literário, é autor de dezenas de obras. Sua trajetória intelectual é permeada pela multiplicidade temática. Inscreve-se entre os expoentes surgidos no século XX no campo das ciências humanas. Faleceu em 2017, em Paris. De sua obra, a Editora Unesp já publicou Teoria da literatura: textos dos formalistas russos (2013), Simbolismo e interpretação (2014), A vida em comum: ensaio de Antropologia geral (2014), Teorias do símbolo (2014), Crítica da crítica (2015), Diante do extremo (2017); Os gêneros do discurso (2018) e Poética da prosa (2019).

Título: Relatos astecas da conquista
Organizadores: Georges Baudot e Tzvetan Todorov
Tradução: Luiz Antonio Oliveira de Araújo
Número de páginas: 580
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 94,00
ISBN: 978-85-393-0783-8

Mais informações sobre os livros publicados pela Editora Unesp estão
disponíveis no site: http://www.editoraunesp.com.br

Editorias: Ciência e Tecnologia  Cultura e Lazer  Educação  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Pluricom  
Contato: Katia Saisi  
Telefone: 11-3774-6463-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.