Medidas adequadas poderiam evitar 1,5 milhão de mortes por câncer no mundo por ano
...

Dados são do Ministério da Saúde. Dia Mundial do Câncer destaca importância da conscientização sobre a doença, que envolve mudança de hábitos e diagnóstico precoce

Combater o câncer não é tarefa fácil. De acordo com o Ministério da Saúde, por ano, cerca de 7,6 milhões de pessoas no mundo morrem em decorrência da doença. Destes, 1,5 milhão poderiam ser evitados com o tratamento adequado.

“O câncer acontece devido ao crescimento desordenado das células, que se dividem rapidamente, tendem a ser agressivas e incontroláveis”, explica Rafael Bruzamolin, Gerente Médico da Lar e Saúde, uma das maiores prestadoras de serviço home care do Brasil. “Essas células agressivas e incontroláveis costumam invadir seus próprios tecidos e órgãos de origem. Mama, pulmão ou próstata, por exemplo. As metástases são decorrentes da migração dessas células para outros tecidos e órgãos, que podem ser vizinhos ou mesmo estar distantes do local e origem”.

Mudança de hábitos é forte aliado contra a doença

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano entre 2020 e 2022. Durante o período, a previsão dos tipos de câncer que devem ter maior incidência são o câncer de pele não melanoma, com 177 mil casos novos, o de mama e o de próstata, com 66 mil cada, seguido de cólon e reto, pulmão e estômago. Nos homens e mulheres, excluindo o de pele não melanoma, os tipos mais comuns são o de próstata e de mama, respectivamente.

O câncer tem causas internas e externas, que interagem para colaborar com o aparecimento dos diferentes tipos da doença. As mutações genéticas são exemplos bem conhecidos de causa interna. Raramente o câncer é causado por fatores exclusivamente internos. O tabagismo é um exemplo clássico de causa externa, mas fatores como consumo de bebida alcoólica, obesidade, sedentarismo, exposição ocupacional à agentes cancerígenos e exposição ao sol entre 10 horas da manhã e 16 horas da tarde, contribuem para o surgimento da doença. A falta de aderência para realizar os exames preventivos inviabiliza o diagnóstico precoce e pode prejudicar a efetividade do tratamento do câncer.

“A dica fundamental é adotar um estilo de vida saudável. Como? Com alimentação balanceada, atividades físicas regulares para manter o peso adequado, evitar ou parar de fumar, evitar consumir bebidas alcoólicas, evitar consumir carnes processadas, vacinar-se contra a Hepatite B, evitar exposição ocupacional à agentes cancerígenos, exposição ao sol entre 10 horas da manhã e 16 horas da tarde. É muito importante seguir as recomendações do seu médico em relação a quais exames fazer e quando fazê-los, para a detecção precoce dos diferentes tipos de câncer”, explica Bruzamolin.

Sobre a Lar e Saúde
A Lar e Saúde presta assistência domiciliar em todo o Brasil desde 2002. Suas equipes são formadas por médicos generalistas e especialistas, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas e psicólogos e outros especialistas que o paciente necessitar, toda a estrutura para o tratamento personalizado e humanizado.

Editorias: Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação: 08/02/21
Tags:
Informações para contato
Empresa: V3COM - COMUNICACAO E RELACOES PUBLICAS  
Contato: Lívia Zeferino  
Telefone: 41-988522925-

E-mail: livia@v3com.com.br
Skype:
MSN: