Avanço da Covid-19 impacta diagnóstico e tratamento de câncer
Legenda: O oncologista Diocésio Andrade, do InORP Oncoclínicas aponta que a data tem como principal objetivo conscientizar a população sobre as causas e impactos da doença

O avanço do novo coronavírus está impactando o diagnóstico e tratamento dos casos de câncer, o que pode ser verificado pelo registro de queda na realização de procedimentos oncológicos por diversos profissionais e instituições de saúde.
De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), desde março de 2020, início da pandemia, milhares de brasileiros ficaram sem exames diagnóstico e acompanhamento do câncer, sem quimioterapia, radioterapia e vários outros cuidados essenciais,
No Dia Mundial de Combate ao Câncer, 08 de abril, esses dados ajudam a reforçar a importância e necessidade das ações de prevenção, entre elas, as mudanças de comportamento em busca de hábitos saudáveis e a adoção da rotina de exames preventivos, além da continuidade de tratamentos e acompanhamento especializado.
O oncologista Diocésio Andrade, Diretor Técnico do InORP Oncoclínicas de Ribeirão Preto aponta que a data tem como principal objetivo conscientizar a população sobre as causas e impactos da doença, bem como os benefícios do diagnóstico precoce e as possibilidades de prevenção.

"É uma oportunidade para reforçar a importância de hábitos saudáveis, como o combate ao tabagismo, os benefícios da reeducação alimentar associada à prática regular de exercícios físicos, uso de protetor solar, e o papel essencial de acompanhamento médico, já que, os exames preventivos e o diagnóstico precoce ainda são os principais responsáveis nos casos de cura de câncer e sucesso nos tratamentos", diz Diocésio.
De acordo com as informações disponibilizadas no Relatório Anual de Gestão da Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto, a quinta causa de internações na cidade foi por conta de neoplasias com 3.640 casos, o que representou 9,59% do total registrado em 2020. O documento aponta ainda que em 2019, os casos de câncer ocupavam a quarta posição, mas passou para quinta devido à pandemia.
"O receio de uma possível exposição à Covid-19 acabou afetando a rotina de pacientes oncológicos e adiando novos diagnósticos da doença. Mas, é importante reforçar que é preciso manter a atenção com a saúde para que a doença possa ser detectada precocemente, pois o adiamento de cirurgias e de exames diagnósticos pode reduzir significativamente as chances de cura", destaca o oncologista do InORP Oncoclínicas.
Segundo o "Observatório da Oncologia", construído por meio dos dados abertos do Ministério da Saúde, DataSUS, Registros de Câncer e Informações da ANS, nas cidades do interior do estado de São Paulo, as maiores incidências de câncer, até dezembro de 2020, foram os casos de pele não melanoma, com 30.900 diagnósticos (25%), mama, com 12.930 casos (11%) e de próstata, com 10.590 registros (9%). O levantamento não dispõe da divisão por municípios.

Campanha Grupo Oncoclínicas
Para ajudar a população em geral e os pacientes oncológicos a adotarem hábitos de vida mais saudáveis, o Grupo Oncoclínicas disponibiliza um guia completo com dicas para uma dieta balanceada com muitas cores e sabores, ideias simples para a prática de atividades físicas e outras informações para vivermos mais e melhor. O material está disponível no: http://www.grupooncoclinicas.com/movimentopelavida

Editorias: Feminina  Masculino  Serviços  Saúde  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação: 07/04/21
Tags:
Informações para contato
Empresa: Phábrica de Ideias  
Contato: Fernanda Garcia | Phábrica de Ideias  
Telefone: 16-39113606-

E-mail: fernanda@phideias.com.br
Skype:
MSN: