Home  Imagens  Contato  Clássico    
Cerca de 5% dos brasileiros precisam fazer algum procedimento ortognático para corrigir deformidades na dentição ou face

A cirurgia ortognática é um procedimento para correção de uma deformidade dentária ou mesmo da face e é indicada quando a pessoa possui alguma dificuldade mecânica para se alimentar, respirar ou mesmo por questões estéticas. O procedimento reestabelece a função mastigatória, melhora no padrão respiratório e melhora a harmonia facial.
Segundo dados do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, cerca de 5% das pessoas no país necessitam realizar esse procedimento. A cirurgia ortognática é realizada em hospitais e clínicas particulares, mas também faz parte dos atendimentos de saúde oferecidos pelo SUS. “Está disponível nas principais universidades, geralmente associadas a serviços de residência em cirurgia buco-maxilo-facial”, explica o conferencista do XXV COBRAC, Guilherme Lacerda.
O Congresso Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial – COBRAC – reunirá de 14 a 17 de junho, em Florianópolis/SC, os maiores especialistas do país, além de 17 palestrantes internacionais, considerados lideranças acadêmicas da área, para debater as novidades e as mais recentes técnicas da especialidade. Guilherme Lacerda abordará em sua palestra as vantagens da cirurgia ortognática minimamente invasiva.
Os procedimentos convencionais ortognáticos traziam muitos dias de internação e uma reabilitação lenta e extremamente dolorosa ao paciente. “As técnicas minimamente invasivas vieram para ficar. Com o conceito ‘fast-recovery’, que significa uma recuperação mais rápida, proporciona menores edemas no pós-cirúrgico, retorno às atividades de forma precoce, como a alimentação por via oral, além de menor chance de parestesia, que é dormência na face”, esclarece o cirurgião buco-maxilo-facial, Guilherme Lacerda.
O especialista destaca que a técnica minimamente invasiva pode ser realizada em todos os pacientes, exceto para os casos de reoperação, quando o procedimento convencional precisa ser aplicado para algum tipo de correção ou ajuste. Guilherme Lacerda irá abordar em sua conferência a aplicação do procedimento para cirurgias no queixo, conhecidas como ‘mentoplastias’, sejam elas para fins estéticos ou reparadores. “Elas melhoram o perfil facial e harmonização do rosto de forma definitiva. Mostraremos passo a passo para execução da técnica”, completa Lacerda.

Serviço:
XXV COBRAC
Data: de 14 a 17 de junho
Local: Centro de Convenções CentroSul

Editorias: Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:

 
Fonte do release
Empresa: DOC Press  
Contato: Anadi Luchetti  
Telefone: 11-55338781-

E-mail: atendimento@docpress.com.br
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Enviar release