E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Brasileiros continuam sendo a segunda nacionalidade que mais aplica para o Golden Visa português
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

De janeiro a junho de 2020, 84 brasileiros receberam o visto de residência permanente européia através do Golden Visa Português. Historicamente, o Brasil é o segundo país que mais recebe o visto, ficando atrás somente da China. “Desde a criação do Golden Visa, o Brasil anualmente aparece entre as 3 nacionalidades que mais recebem o visto. De 2012 a junho de 2020, 947 brasileiros foram contemplados”, afirma Ana Elisa Bezerra, executiva da LCR Capital Partners.

A LCR é uma empresa norte-americana com atuação global e presença no Brasil desde 2014 e até então, somente assessorava interessados a aplicar para o EB-5, visto de investidor para aquisição de residência permanente nos Estados Unidos. A demanda fez com que a empresa expandisse seu negócio e em Março deste ano, passou a oferecer também o visto de investidor para Portugal, conhecido como Golden Visa. Desde então, em média, 30% dos interessados que entram em contato com a empresa, são brasileiros.

O Golden Visa Português é um visto de investimento que permite obter capital estrangeiro para impulsionar a economia e a criação de empregos em Portugal. Em contrapartida, o aplicante pode adquirir a residência europeia em menos de um ano e aumentar as possibilidades de acesso ao seu desenvolvimento profissional e de educação para os filhos em todos os países da Comunidade Europeia, além de poder obter o passaporte europeu após 5 anos.

Em sua forma mais comum, a aplicação para o visto é feita com a compra de um imóvel, o qual pode ser utilizado como residência ou para fins de renda de aluguel, uma vez que a necessidade de estar presencialmente no país, para a obtenção do visto, é mínima (7 dias no primeiro ano e 14 dias nos anos subsequentes). E o mercado imobiliário português é um dos mais atrativos do planeta.

O mercado imobiliário de Portugal encontra-se crescendo e a oferta de empreendimentos novos ainda é baixa quando comparada à demanda de compradores internacionais. A procura tem sido impulsionada por taxas de juros baixas, condições econômicas favoráveis e investimento estrangeiro feito, muitas vezes, através do programa de visto Golden Visa. Os valores de residências em Portugal começaram a se recuperar em 2014 e desde então não param de crescer. Os preços subiram 4.5% em 2015; 4.8% em 2016; 4.6% em 2017 e 6.1% em 2018. Em 2019, o mercado imobiliário se manteve forte e o aumento foi próximo a 8% YoY (7.7% em termos reais).

Inúmeras são as vantagens de investir e morar em Portugal. Além dos fortes laços culturais entre os dois países e a localização estratégica - Portugal é o país europeu mais próximo ao Brasil - , o idioma comum e as temperaturas agradáveis durante o ano todo também colaboraram na escolha de brasileiros que decidem deixar o país para busca de residência europeia. Além disso, o passaporte português é o sexto mais valioso para se ter, de acordo com a necessidade de visto para viagens, e Portugal é o terceiro país mais seguro no mundo para se morar, de acordo com o relatório Global Peace Index.

Para melhor apresentar o programa Golden Visa e as oportunidade de financiamento para compra de imóveis em Portugal, a LCR Capital Partners oferece um webinar gratuito no dia 9 de Julho, às 10 da manhã (horário de Brasília). A inscrição é obrigatória e deve ser feita por meio do: linkhttp://bit.do/PGVwebinar9dejulho.

Editorias: Economia  Negócios  Turismo  
Tipo: Evento  Data Publicação:
Local a ser realizado: São Paulo  Data a ser realizado: 09/07/20
Fonte do release
Empresa: Mariana Giordão Rosa  
Contato: Mariana Giordão Rosa  
Telefone: 11-50312712-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.