E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Profissionais e recrutadores permanecem otimistas com relação ao futuro do mercado de trabalho
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
14º Índice de Confiança Robert Half
14º Índice de Confiança Robert Half

Com relação ao momento atual, os dados da 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half apontam melhora na confiança pela segunda vez consecutiva

São Paulo, dezembro de 2020 - A 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half (ICRH) aponta que todas as categorias de profissionais entrevistados para a composição do estudo - empregados, desempregados e recrutadores - se mantiveram no campo do otimismo, ou seja, acima dos 50 pontos, quando consideram o cenário do mercado de trabalho nos próximos seis meses, com leve variação de 52,9 para 51,7, na comparação entre agosto e novembro. Com relação ao momento atual, pouco a pouco, a média geral demonstra um aumento da confiança: 25,2 em maio; 30,2 em agosto; e 32,5 em novembro.

“Na edição anterior do indicador, a retomada da confiança indicava a expectativa do mercado de que “o pior tinha ficado para trás”. Nesta última edição de um ano bastante desafiador, o otimismo com relação ao futuro registrou uma ligeira queda, influenciada pelas questões políticas – em meio a um processo eleitoral municipal – e também pelo temor de uma segunda onda da Covid-19. Por outro lado, há um viés de alta (redução do pessimismo) para a situação atual, indicando que os empregados e recrutadores que mantiveram-se ativos no mercado e/ou foram admitidos nesse período continuam com bons olhos em relação ao mercado, entendendo que o pico da pandemia e seus impactos mais severos na atividade econômica já foram absorvidos”, ressalta Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half.

Os dados da 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half (ICRH) também nos permitem extrair alguns insights importantes do mercado de trabalho:

O mercado de recrutamento e seleção não é mais o mesmo
Na opinião de 90% dos recrutadores entrevistados, a pandemia representa uma queda no modelo tradicional de seleção e recrutamento por cinco motivos prioritários: ampliou o leque geográfico de opções de candidatos; desmistificou a necessidade do olho no olho na entrevista; tornou o processo mais ágil; permitiu entrevistas mais profissionais para cada processo; e facilitou a redução de etapas dos processos. Além disso, 92% acreditam que após a Covid-19 os processos se mantenham híbridos.

Entrevista on-line: facilidades com desafios
Não há dúvidas de que as entrevistas on-line geram vantagens e comodidades tanto para candidatos quanto para recrutadores e empregadores. Porém, não podemos negar os desafios que estão por trás de cada processo remoto. Quase metade (45%) dos profissionais entrevistados para a 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half disseram ser difícil transmitir energia e brilho nos olhos em uma entrevista à distância. Alguns (20%) consideram que as entrevistas mediadas por tecnologia são frias. Há ainda os que relataram ter dificuldades para demonstrar as habilidades comportamentais (19%) e conquistar a atenção do entrevistador (9%).

Há desejo pelo modelo híbrido de trabalho
Se pudessem escolher, 47% dos profissionais entrevistados pela 14ª edição do Índice de Confiança Robert Half afirmaram que gostariam de trabalhar mais dias em casa e menos dias no escritório, enquanto 29% desejam o contrário. Entre os demais, 16% sonham com o trabalho remoto integral e o restante diz preferir o ambiente formal.

Contratação temporária: especialização técnica é o principal motivo
Mais da metade dos recrutadores (53%) relatou que a necessidade de especialização técnica é o principal motivo para contratar profissionais de projetos para cargos de analistas a diretores, com prazo específico de contrato. Entre as razões também foram citadas sobrecarga da equipe fixa (37%), imprevisibilidade econômica para uma contratação permanente (37%); flexibilidade (32%); e falta de headcount aprovado (26%).

Metodologia do ICRH - Lançado em agosto de 2017, o Índice de Confiança Robert Half (ICRH) é um indicador de difusão que varia de 0 a 100. Os indicadores de difusão são de base móvel (50 pontos), construídos de forma que os valores acima de 50 pontos indicam agentes do mercado de trabalho de profissionais qualificados confiantes. A 14ª edição do ICRH é resultado de uma sondagem conduzida pela Robert Half entre os dias 10 e 25 de novembro de 2020, com base na percepção de 1161 profissionais, igualmente divididos em três categorias: recrutadores (profissionais responsáveis por recrutamento nas empresas ou que têm participação no preenchimento das vagas); e profissionais qualificados empregados e desempregados (com 25 anos de idade ou mais e formação superior). Todos distribuídos regional e proporcionalmente pelo Brasil, de acordo com os dados do mercado de trabalho coletados na PNAD. Para os cálculos da taxa de desemprego dos profissionais qualificados, foram utilizados os microdados da PNAD trimestral, fornecidos pelo IBGE em seu portal, executando recortes na amostra para condizer com o perfil de profissionais qualificados. Para os profissionais contratados para projetos não foram observados os critérios estatísticos adequados, portanto seu resultado deve ser interpretado com cautela.

Sobre a Robert Half
É a primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo. Fundada em 1948, a empresa opera no Brasil selecionando profissionais temporários e permanentes nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão.

Ao todo são mais de 300 escritórios na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania. Em 2020, a Robert Half foi novamente considerada pela Fortune uma das empresas mais admiradas do mundo. A Robert Half integra também o Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg, graças ao seu compromisso em promover a igualdade e proporcionar uma cultura que apoia a diversidade.

Mais informações para a imprensa:

RPMA Comunicação
Jossiani Braga (11) 98424-1893
jossiani.braga@rpmacomunicacao.com.br
Leonardo Stavale (11) 98118-0455
leonardo.stavale@rpmacomunicacao.com.br
Giulia Szpektor (11) 94386-9965
giulia.szpektor@rpmacomunicacao.com.br

Editorias: Economia  Negócios  Recursos Humanos  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Giulia Szpektor  
Contato: Giulia Szpektor  
Telefone: 11-55014655-4681

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.