E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Cirurgia plástica reparadora devolve autoestima a pacientes bariátricos
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
(Imagem_Pixabay)
(Imagem_Pixabay)

90% das pessoas que perdem peso após tratamento de redução de peso buscam procedimento para retirar excesso de pele

O excesso de pele é problema recorrente entre as pessoas que passam por tratamento bariátrico. A maioria dos pacientes, cerca de 90%, buscam o auxílio de plástica para retirar o excesso de pele causado pela perda de peso.

O médico Guilherme Roça, cirurgião plástico e integrante da equipe do Centro VITA de Tratamento da Obesidade e Diabetes, explica que com a cirurgia bariátrica o indivíduo chega a eliminar de 40 a 50% do peso e a plástica reparadora é essencial para se restabelecer a qualidade de vida. Ao perder grande quantidade de peso os pacientes acumulam pele na barriga, braços e em outras áreas do corpo. “Isso pode se tornar um problema, já que o excesso de pele é responsável por desencadear uma série de doenças como dermatites, infecções e até mesmo assaduras.

A pele corresponde a 16% do peso corporal e tem funções térmica, de defesa orgânica e de proteção, o que a torna essencial para a sobrevivência do corpo humano. “Por isso, não se trata de um procedimento estético, mas sim de uma ferramenta para melhorar a forma e o tônus do tecido subjacente e remover o acúmulo de gordura e flacidez da pele, resultando em uma aparência corporal com contornos mais suaves”, destaca o cirurgião plástico do Hospital VITA.

Quando fazer cirurgia plástica reparadora

Dr. Guilherme conta que a plástica reparadora deve ser realizada quando a pessoa atinge a estabilização da perda de peso. “Isso geralmente ocorre 18 meses após a bariátrica, ou seja, quando o paciente estiver com o índice de massa corporal (IMC) próximo aos valores desejados e saudável - sem sinais de anemia ou desnutrição.

As principais cirurgias realizadas no ex-obeso, tanto em mulheres quanto em homens, são a abdominoplastia (cirurgia plástica do abdômen), a mamoplastia (cirurgia para erguer ou diminuir as mamas), a coxoplastia (retirada de excesso de pele e gordura das coxas) e a braquioplastia (cirurgia para corrigir a flacidez dos braços). Além disso, \"eventualmente, o paciente pode precisar ainda de cirurgias para tratar a flacidez no dorso, e o excesso de pele nas pálpebras, face e região íntima\", acrescenta o cirurgião plástico.

Procedimentos associados

O especialista esclarece também que quando o procedimento é realizado em uma área menor, pode existir a possibilidade de fazer duas correções de uma só vez como, por exemplo, braço e mama. São chamadas plásticas associadas, já que estão no mesmo segmento corporal e apresentam uma recuperação parecida. A realização de associação de cirurgias (como abdômen e coxa, mama e braço), depende das condições técnicas e do quadro clínico do paciente (doenças associadas, idade, risco de trombose, entre outros problemas) e deve ser cuidadosamente analisada e avaliada. “O intervalo para realização de uma plástica e outra é de cerca de seis meses”, complementa Dr. Guilherme.



Sobre o Hospital VITA - A primeira unidade da Rede VITA no Paraná foi inaugurada em março de 1996, no Bairro Alto, e a segunda em dezembro de 2004, no Batel. O VITA foi o primeiro hospital brasileiro a conquistar, no início de 2008, a Acreditação Internacional Canadense CCHSA (Canadian Council on Health Services Accreditation). A certificação de serviços de saúde avalia a excelência em gestão e, principalmente, a assistência segura ao paciente. Além disso, o VITA é um dos hospitais multiplicadores do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente (PBSP). Ele visa disseminar e criar melhorias inovadoras de qualidade e segurança do paciente. Integra também o grupo de hospitais da Associação Nacional de Hospitais Privados - ANAHP. O VITA oferece atendimento 24 horas e é referência nas áreas de cardiologia, cirurgia geral, neurologia, cirurgia bariátrica, medicina de urgência, urologia, terapia intensiva, traumato-ortopedia e pediatria. Além disso, dispõe de um completo serviço de medicina esportiva, prestando atendimento a atletas de diversas modalidades; serviço de oncologia; Centro Médico e Centro de Diagnósticos. Para garantir um alto nível de qualidade nos serviços prestados aos pacientes, o VITA tem investido em ampliação da infraestrutura, tratamentos com equipes multidisciplinares, modernização dos equipamentos, humanização no atendimento, qualificação dos profissionais e segurança assistencial. http://www.hospitalvita.com.br

Editorias: Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: CS Comunicação  
Contato: Cristina Sorio  
Telefone: 41--

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: cristina_sorio
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.