E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Técnica menos agressiva trata problemas de coluna e acelera retorno às atividades cotidianas
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
(Imagem: divulgação)
(Imagem: divulgação)

A coluna recebe grande parte do peso do corpo, causando dor nas costas. “Doenças degenerativas que são geradas pelo desgaste, deformidades e outras lesões podem levar à instabilidade (aumento de movimento anormal) da coluna vertebral que, se resultarem em pressão sobre a medula espinhal ou sobre as raízes nervosas, podem causar dor na região da coluna e até mesmo dormência e fraqueza muscular da região do quadril , nádegas e pernas”, revela o médico ortopedista Dr. Alynson Larocca Kulcheski, especialista em coluna do Hospital VITA.

De acordo com o médico, quando os sintomas não melhoram com o tratamento conservador, que engloba repouso, medicação para dor, exercícios e fisioterapia, o procedimento cirúrgico poderá ser indicado. A iniciativa visa à fusão (artrodese) das vértebras e a descompressão das estruturas nervosas da coluna.

O LLIF é uma abordagem diferente da coluna, a sigla vem do inglês (Lateral Lumbar Interbody Fusion), com tradução livre para o português de Artrodese Lateral da Coluna, que também pode ser conhecido como técnica do XLIF (nome comercial mais difundido atualmente). Com essa metodologia é feita uma incisão à coluna pela parede lateral do abdômen. “Enquanto nas cirurgias tradicionais, são realizados pela parte de trás das costas. O LLIF/XLIF oferece aos cirurgiões e aos pacientes uma opção menos agressiva para a cirurgia da coluna. A técnica surgiu em 2006 e, atualmente, vem ganhando popularidade entre os profissionais da área do mundo”, destaca o ortopedista.

Com o LLIF/XLIF é feita com uma pequena incisão na pele da parede lateral do abdômen do paciente. Em seguida, usando as técnicas cirúrgicas minimamente invasivas, cria-se uma estreita passagem, separando suavemente as fibras musculares, ao invés de cortá-las, chegando diretamente sobre a vértebra e o disco a serem tratados. “A abordagem lateral minimiza os riscos de danos sobre a musculatura e sobre os nervos da região da coluna”, ressalta Dr. Álynson.

Mesmo sendo o XLIF considerado uma cirurgia minimamente invasiva, trata-se de uma cirurgia na coluna vertebral. “Por isso deve ser realizada por uma equipe qualificada e habituada a esta tecnologia. Cada paciente deve ser individualizado e possui um diagnóstico específico, fazendo com que a indicação, e os resultados sejam diferentes para cada pessoa”, enfatiza o médico.


Pós-operatório:

Realizado o procedimento o cirurgião terá um plano de recuperação e reabilitação para o pós-operatório que irá ajudar o paciente a voltar ao nível de atividade normal assim que possível. O período varia de acordo com a resposta de cada pessoa e do estilo de vida e tipo de trabalho que cada indivíduo exerce. “Estas inovações na cirurgia da coluna permitem uma recuperação mais rápida permitindo retorno precoce as atividades que o paciente deseja realizar”, salienta Dr. Álynson.

Casos em que o procedimento pode ser realizado:

- A coluna vertebral, e em especial a parte da lombar, recebe grande carga e peso que podem ser a origem das dores nas costas.

- Doenças que levam ao desgaste da coluna conhecidas como doenças degenerativas, deformidades como as escolioses e outras lesões podem levar à instabilidade da coluna vertebral e são grandes indicações para a realização da cirurgia.

- Em casos avançados onde há compressão sobre a medula e os nervos da coluna também podem ser descomprimidos de forma indireta através desta técnica, levando ao alívio dos sintomas.

- Nestas doenças que levam a instabilidade e ao desgaste pode-se indicar uma cirurgia de fusão entre as vértebras. O objetivo da fusão vertebral é restaurar a estabilidade da coluna e diminuir as dores ocasionadas.

- O procedimento envolve normalmente a remoção do disco danificado entre duas vértebras e insere-se material de enxerto ósseo dentro do espaço do disco para promover o crescimento do osso levando a fusão. Com o XLIF pode-se realizar uma fusão por meio de técnica menos invasiva.

A indicação do tratamento depende de vários fatores. O XLIF permite acessos menores e com menor agressão, levando a recuperação mais rápida em todas as faixas etárias. “Quando pensamos em pacientes que apresentem comorbidades devemos levar em consideração abordagens que trazem menos agressão ao corpo e menor tempo de recuperação. Uma avaliação com médico especializado ajudará na melhor escolha para o procedimento”, enfatiza o ortopedista.



Assista vídeo sobre como é realizado o procedimento: https://youtu.be/TBeypWdzLfU



Sobre o Hospital VITA - A primeira unidade da Rede VITA no Paraná foi inaugurada em março de 1996, no Bairro Alto, e a segunda em dezembro de 2004, no Batel. O VITA foi o primeiro hospital brasileiro a conquistar, no início de 2008, a Acreditação Internacional Canadense CCHSA (Canadian Council on Health Services Accreditation). A certificação de serviços de saúde avalia a excelência em gestão e, principalmente, a assistência segura ao paciente. Além disso, o VITA é um dos hospitais multiplicadores do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente (PBSP). Ele visa disseminar e criar melhorias inovadoras de qualidade e segurança do paciente. Integra também o grupo de hospitais da Associação Nacional de Hospitais Privados - ANAHP. O VITA oferece atendimento 24 horas e é referência nas áreas de cardiologia, cirurgia geral, neurologia, cirurgia bariátrica, medicina de urgência, urologia, terapia intensiva, traumato-ortopedia e pediatria. Além disso, dispõe de um completo serviço de medicina esportiva, prestando atendimento a atletas de diversas modalidades; serviço de oncologia; Centro Médico e Centro de Diagnósticos. Para garantir um alto nível de qualidade nos serviços prestados aos pacientes, o VITA tem investido em ampliação da infraestrutura, tratamentos com equipes multidisciplinares, modernização dos equipamentos, humanização no atendimento, qualificação dos profissionais e segurança assistencial. http://www.hospitalvita.com.br

Editorias: Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: CS Comunicação  
Contato: Cristina Sorio  
Telefone: 41--

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: cristina_sorio
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.