E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Pau para toda obra!
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

*Por Joana Kfuri

Em dezembro é comemorado o Dia do Pedreiro, um dos profissionais mais importantes do início ao fim de toda e qualquer obra, seja em pequenas ou monumentais construções. No dia a dia de trabalho, grande parte desses profissionais adquirem conhecimentos gerais e fazem de tudo um pouco. Outros, com o passar do tempo, identificam suas aptidões e acabam se especializando como pedreiros azulejistas, de acabamento, de alvenaria, de manutenção predial. Independentemente de sua atuação, todos merecem o devido reconhecimento.



Para termos ideia de sua importância, a profissão de pedreiro é uma das mais antigas. A partir do momento que o homem abandonou as cavernas e passou a ter a necessidade de erguer sua própria moradia, e as profissões, aos poucos, foram surgindo, os que estavam aptos para desenvolver as construções foram ganhando destaque, até que a profissão fosse consolidada. E o que antes era somente um conhecimento repercutido de mestres a aprendizes, hoje em dia, as técnicas e ensinamentos podem ser adquiridos de modo profissional, a partir da formação e especialização escolhida por cada um.



E com a profissionalização, vem a necessidade de adquirir boas e duráveis ferramentas, que sejam resistentes ao uso diário da profissão. Afinal, todo profissional orgulha-se de seu trabalho, e sempre que pode, orgulha-se também de investir em ferramentas que contribuam para o bom desempenho de suas atividades e sejam fortes o suficiente para acompanhá-lo por anos.



Além disso, por ser uma profissão de risco, que envolva bastante força física e tarefas pesadas, é fundamental o uso constante de equipamentos de proteção individual (EPI’s), principalmente em grandes construções, onde são utilizadas máquinas de maior porte e potência e deslocamento de uma quantidade muito maior de materiais.  



Embora muitas vezes não recebam o devido reconhecimento, essa deveria ser uma preocupação constante das empresas que os contratam, e até por conta disso, muitos acabam optando por trabalhar de forma autônoma e até mesmo informal. Por ser uma profissão que demande tanto esforço, alguns benefícios poderiam ser pensados para que essa grande força humana da construção civil ganhasse a tão sonhada qualidade de vida.


* Joana Kfuri é gerente sênior de ativação de marca da Stanley Black & Decker.

Editorias: Construção e Arquitetura  Industria  Masculino  Negócios  Serviços  
Tipo: Artigo  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Marcus Vinicius Vianna  
Contato: Laís Quinhonero  
Telefone: 011-972899064-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.