E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Biofilme é uma das maiores causas de prejuízo à indústria alimentícia. Veja como combater
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Biofilme é uma das maiores causas de prejuízo à indústria alimentícia. Veja como combater
...

O biofilme está entre os maiores causadores de prejuízos em indústrias processadoras de alimentos. Devido à diversidade de matérias-primas com que as indústrias do segmento trabalham, o filme contaminante pode se formar em qualquer tipo de superfície, como aço-inoxidável, borracha, alumínio, entre outros materiais. É preciso agilidade para combater o problema e assim evitar riscos para a produção.

“Quando ocorre a contaminação de alimentos e insumos por micro-organismos do biofilme, a produção costuma ser anulada e dezenas de lotes são descartados. Linhas inteiras podem permanecer interditadas até que o fabricante consiga eliminar a ameaça”, explica Bruno Ract, diretor de marketing Ultra Clean Brasil, que fornece tecnologias para a limpeza interna de tubulações industriais.

Alguns dos principais micro-organismos contaminantes e deteriorantes presentes no biofilme são: E. coli, Salmonella sp, Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes, Bacillus cereus, Yersinia enterocolitica, Pseudomonas fragi, Micrococcus sp, Pseudomonas fluorescens e Enterococcus faecium.

Para evitar a formação do biofilme e a proliferação dos micro-organismos, setores de controle de qualidade e segurança industrial precisam investir em sanitização periódica de todas as linhas que transportam produtos nas indústrias. De acordo com o profissional da Ultra Clean Brasil, a maioria das empresas já efetua esta limpeza. O problema é que os métodos adotados são, em grande parte, falhos.

“Os métodos convencionais de limpeza utilizam detergentes e sanitizantes”, explica Ract. “Mas, contaminantes como o biofilme microbiano, que ficam acoplados em superfícies com resíduos oriundos do alimento, impedem a penetração integral desses produtos para a limpeza.”

Segundo a Ultra Clean Brasil, nestes casos a química contida no sanitizante começa a reagir com resíduos de proteínas, gordura, carboidratos e minerais. Assim, resta pouca atividade do sanitizante para agir com eficiência sobre os micro-organismos envolvidos nas camadas do biofilme. Ou seja, estes procedimentos de higienização não são capazes de efetuar uma limpeza eficaz.

Mas, então, como eliminar o biofilme e impedir a formação de novos focos?
De acordo com a empresa, a resposta é a implementação de um sistema que garanta a remoção total do biofilme, não deixando resíduos para o recrescimento da colônia de micro-organismos. Esse resultado positivo é alcançado com a limpeza que utiliza o arraste mecânico.

Formado por disparador e projétil (composto especial de poliuretanos em forma cilíndrica), o sistema UC System/Patenteado promove esse tipo de limpeza mecânica e, além de combater o biofilme formado, atua também na prevenção do problema.

Impulsionado por ar comprimido, o projétil do sistema limpa mangueiras e tubulações a seco e em questão de segundos. O segredo para a remoção total do biofilme se dá pelo diâmetro do projétil ser 20% maior que o da tubulação, o que garante limpeza total da superfície. Outra vantagem é que o sistema tem capacidade para vencer obstáculos pelas tubulações, como curvas, cotovelos, juntas em T e Y e espirais.

Para mais informações, acesse: http://www.ultracleanbrasil.com.br
Ultra Clean Brasil
(11) 5052-3244
e-mail: ultraclean@ultracleanbrasil.com.br.

Editorias: Alimentos  Ecologia e Meio ambiente  Economia  Industria  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Diálogo Assessoria de Imprensa  
Contato: Edson Barros  
Telefone: 11-2092-9251-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.