E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Dicas sobre como usar o Zoom com segurança durante o home office
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Divulgação Check Point
Divulgação Check Point

Nas últimas semanas, a crise do COVID-19 levou milhões de pessoas a permanecerem em suas casas, em vez de irem ao trabalho ou se encontrarem com outras. Embora os levantamentos mostrem variações, estima-se que até 50% dos funcionários em todo o mundo estão trabalhando em casa. As plataformas de comunicação online tornaram-se essenciais para as interações pessoais e de negócios com o resto do mundo e, com uma participação de mercado global de 20%, o Zoom é uma das plataformas mais populares que está sendo adotada. Por esse motivo, a Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedora global líder em soluções de cibersegurança, relaciona as dicas mais importantes para o uso seguro desse aplicativo durante o home office.

\"Como qualquer tecnologia popular, este aplicativo de videoconferência oferece inúmeros benefícios que proporcionam aos colaboradores manter suas atividades diárias, mas também representam riscos para as informações compartilhadas\", diz Fernando de Falchi, gerente de Engenharia de Segurança da Check Point Brasil. De fato, há apenas alguns meses, a Check Point descobriu uma vulnerabilidade no aplicativo, o qual permitia a um cibercriminoso espionar as conversas mantidas por esse serviço e ter acesso a todos os arquivos (áudio, vídeo ou qualquer outro tipo de documento) a serem compartilhados durante a reunião.

Atentos a esse fato, os especialistas da empresa destacam as cinco dicas para garantir um uso seguro do aplicativo:

1. Atualizar o software: para manter os mais altos níveis de segurança, é essencial ter a versão mais recente do programa disponível, bem como realizaras as atualizações regulares. Isso não apenas adiciona novas opções e funcionalidades, como instala patches contra falhas de segurança detectadas. A oportunidade para os cibercriminosos atacarem não se limita a quando a vulnerabilidade ocorre, mas permanece ativa até que os usuários executem a atualização do software e recebam patches dos produtos da empresa para lidar com as ameaças. Isso significa que os usuários que não atualizaram o software permanecem vulneráveis. Em outras palavras, um usuário permanece vulnerável a um ciberataque até instalar as medidas de segurança.
2. Usar um nome de usuário e senha: a pesquisa da Check Point sobre a segurança do Zoom mostrou como um atacante poderia adivinhar e penetrar no aplicativo utilizando números aleatórios atribuídos às URLs da conferência sem alertar o “host” (quem hospeda a chamada). Esta falha ocorreu nas sessões em que nenhuma senha foi estabelecida, o que demonstra mais uma vez a importância do uso desse tipo de chave como o primeiro nível de segurança. Depois de resolver essa falha, o Zoom tomou outras medidas, usando senhas automaticamente em todas as reuniões agendadas. A combinação de senha e número de chamada exibido é sinônimo de proteção.
3. Adotar maneiras seguras para convidar participantes: Este aplicativo oferece maneiras diferentes de convidar novos participantes, como copiar a URL da chamada e compartilhá-la com qualquer contato. No entanto, essa opção não requer uma senha para entrar, por isso oferece poucas garantias. Por essa razão, os especialistas da Check Point sempre recomendam o uso do método seguro, que inclui o envio do ID e senha da chamada, além da conexão com o Zoom por meio do SSO (Single Sign On, ou logon único) para obter um nível mais alto de segurança.
4. Gerenciar o acesso dos participantes: Mesmo que tenhamos decidido usar a opção de compartilhar links menos seguros, podemos impedir que os participantes exibam conteúdo inadequado, restringindo o uso da câmera pelos participantes. O administrador da chamada controla e decide quem pode usar a câmera e o microfone clicando em \"Gerenciar participantes\". Além disso, outra maneira de controlar quem entra na chamada é a opção “Sala de espera”, na qual um administrador de chamadas cria uma \'sala de espera\' por meio da qual os participantes podem se conectar, mas apenas se o administrador confirmar participantes um por um ou em grupo. Isso pode ser feito no menu superior \"opções avançadas\" quando se desejar agendar uma chamada.
5. Supor que o Zoom não ofereça privacidade absoluta: este aplicativo permite gravar chamadas de vídeo e exportá-las quando terminar. É uma ferramenta muito útil quando se deseja compartilhar informações com outras pessoas que não puderam participar da reunião. No entanto, isso também é um risco, já que qualquer pessoa pode exportar a gravação e o arquivo pode cair em mãos erradas. Para reduzir os riscos, o administrador da sessão pode decidir quais participantes terão permissão para gravar a chamada pela opção \"Permitir gravação\". Isso protege apenas contra o uso indevido do aplicativo, mas algum software externo pode ser usado para gravar a reunião, portanto, não é possível garantir 100% de privacidade.

Em resumo, o Zoom oferece infinitos benefícios para quem precisa trabalhar em casa durante esse período, mas, como em qualquer ferramenta, é importante estar ciente dos possíveis riscos, além de usar as funções disponíveis na plataforma para se comunicar com segurança.

Editorias: Informática  Internet  Negócios  Serviços  Telecomunicações  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Juliana Vercelli  
Contato: Juliana Vercelli  
Telefone: 11-4152-1862-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.