E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   
Notícias de eventos culturais, lançamentos etc.



Pesquisa




Edge Computing, uma das principais tendências de 2019
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

Por Anderson Santos*

Uma tendência de TI que tem ganhado bastante força, de 2018 para cá, é a Edge Computing. Também conhecida como Computação de Borda, essa tecnologia permite que os dados sejam processados e armazenados em um servidor localizado no mesmo espaço onde foram gerados.

A busca por Edge Computing tem aumentado e impulsionado o mercado ao acompanhar o avanço da Transformação Digital. Ao longo deste ano, um dos principais fatores é a chegada do 5G, que promete conexão de altíssima qualidade e rapidez. Com essa necessidade vem também a busca por maior espaço na nuvem e por processamento de dados. Segundo o International Data Corporation (IDC), para suportar o avanço do 5G os provedores de internet terão que investir em micro data centers de Edge próximos das torres de transmissão.

Um outro fator é a própria Internet das Coisas (IoT). O Gartner divulgou recentemente uma pesquisa que aponta aumento considerável na quantidade de dispositivos conectados até 2020, podendo chegar até 25 bilhões. Diante desse cenário, já não há espaço para latência, termo utilizado para descrever o período em que os dados processados vão até a nuvem e voltam para o dispositivo, podendo gerar lentidão. E é exatamente isso que a Edge Computing combate.

Com isso, ao longo deste ano, a expectativa do mercado é de que a crescente demanda por projetos de Edge Computing resulte em inúmeras oportunidades de negócios para todas as vertentes de TI, inclusive a de canais. Aqui na Schneider Electric, um indicativo de que os canais têm reconhecido essa demanda é a busca por capacitação sobre o tema. Em 2018, centenas de pessoas acessaram nossa plataforma exclusiva de treinamento e certificações gratuitas de Edge Computing.

Além disso, segundo a consultoria Global Market Insights, o mercado de Edge deverá atingir US$ 13 bilhões até 2024. Esses números refletem os nossos esforços em aprimorar o nosso portfolio e oferecer tecnologia de ponta para suprir a demanda do mercado. A Schneider Electric já vem observando há alguns anos a crescente demanda dessa tecnologia, em escala global, quando pouco se discutia sobre o tema e agora estamos mais do que preparados para a consolidação desse mercado.

*Anderson Santos é gerente de Canais de TI da Schneider Electric Brasil.

Editorias: Ciência e Tecnologia  Informática  Internet  Industria  Telecomunicações  
Tipo: Artigo  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Sofia Lebrón  
Contato: Sofia Lebrón  
Telefone: --

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.