E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Com foco na LGPD, Orys alerta seus clientes na adequação da nova lei
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Eduardo Julião: \"uma boa parcela do segmento de PMEs não deu a largada a esse procedimento interno e podem, por exemplo, comprometer a participação em concorrência\"
Eduardo Julião: \"uma boa parcela do segmento de PMEs não deu a largada a esse procedimento interno e podem, por exemplo, comprometer a participação em concorrência\"

Segundo um estudo realizado no final do primeiro semestre deste ano com mais de 400 organizações que atuam no Brasil, 64% das empresas não estão em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O levantamento foi feito pela Akamai Technologies, empresa americana de serviços e performance de tráfego global na internet, e envolveu a consulta com companhias dos setores de varejo, tecnologia, entretenimento, saúde, financeiro, logística e comunicação e marketing.
A Orys, consultoria especializada em inteligência de dados, está a todo o vapor com as orientações e cuidados a serem tomados por seus clientes para estarem adequados com a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que já está em vigor no País. Afinal, todo o processo para essa adequação já deveria estar totalmente pronto, no entanto, a complexidade para tomar todas as providências, especialmente, com este cenário inesperado dos últimos meses, com uma pandemia global em curso, tornou a questão ainda mais emblemática para as empresas entrarem em operação nessas circunstâncias atuais.
Os impactos da nova legislação certamente terão uma dimensão exponencial para cidadãos, empresas e órgãos públicos. As grandes corporações estão muito mais adiantadas e em linha com o cumprimento das normas da nova LGPG. Porém, a grande maioria das empresas ainda está em fase de adaptação de seus processos para atender à legislação. “Embora saibam da importância e necessidade desta adequação, uma boa parcela do segmento de PMEs não deu a largada a esse procedimento interno e podem, por exemplo, comprometer a participação em concorrência de serviços em grandes empresas, que já estão exigindo de seus fornecedores que estejam totalmente adequados à nova lei”, explica o diretor da Orys, Eduardo Julião.
Para as empresas que ainda precisam se preparar para cumprir a nova legislação, a Orys faz um alerta para seguir alguns passos importantes como promover o engajamento da liderança de todas as áreas da empresa (RH, Jurídico, TI, Financeiro, Marketing, Comercial, entre outros); identificar o estágio atual de processos e sistemas da empresa no que tange a dados pessoais, redesenhar os processos e sistemas adequando à LGPD; além de criar um ‘Privacy by Design’, ou seja, a privacidade de dados deve passar a fazer parte da cultura organizacional e focar no monitoramento de resultados (KPIs) e acompanhamento contínuo.
Um dos clientes da consultoria que está em avançado processo de adequação à LGPD é a Neotass, agência de marketing que presta serviços para grandes indústrias de eletrônicos. Entre os desafios da empresa, foi ter iniciado esse trabalho em meio à pandemia, com toda sua equipe atuando de maneira remota. Foi nesse momento que a Orys entrou em ação, fazendo uma radiografia sobre o acesso direto às informações que circulam pelo sistema da agência, levantando quais profissionais manipulam tais dados, identificando as necessidades e traçando um fluxograma. Essa primeira fase resultou em um desenho de processos, definição de quem é responsável por acessar os dados dentro das áreas competentes, principalmente referentes a contratos de negócios, e, desta forma, criou-se uma rota de adequação para que a Neotass estivesse em aderência com a nova lei.
A agência já iniciou a segunda e última fase na implantação de soluções que visam melhorias nos sistemas de TI e validações de base legal e jurídica, como um complemento para estar 100% em conformidade com tudo o que envolve essa atual realidade.
A nova lei vem, justamente, para organizar o cenário corporativo, uma vez que estabelece como os dados dos brasileiros devem ser coletados, tratados, armazenados e protegidos, prevendo punições para descumprimento em casos de vazamentos ou outras irregularidades. Essas normas são baseadas na GPDR, um conjunto de regras específico que já está em uso pelos países da União Europeia. Nesse aspecto, é indispensável que as empresas estejam preparadas e adaptadas a essas normas, e adotem soluções e sistemas para a implementação de ferramentas e processos para adequação à LGPD.
Com parcerias robustas e de alta credibilidade, a Orys atende clientes nos setores de indústria, telecomunicações, finanças, varejo, marketing e saúde, com oferta de soluções e serviços para cada dor do negócio, acrescentando um prognóstico preventivo por meio de modelos tradicionais e híbridos, de acordo com o core business a ser implementado. O time de mais de 30 consultores e especialistas atuam fortemente no desenvolvimento, implantação, execução e acompanhamento, orientando na adoção de tecnologias, soluções e modelos preditivos para atuar em todas as frentes dos mais diversos setores da economia.

Editorias: Ciência e Tecnologia  Economia  Informática  Negócios  Serviços  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: DFreire  
Contato: Beatriz  
Telefone: 11-5505-8922-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.