E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Medicamento já usado contra Hepatite C pode curar infectados com Zika vírus
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Medicamento já usado contra Hepatite C pode curar infectados com Zika vírus
...

Utilizando uma tecnologia inovadora de “minicérebros” humanos em laboratório, cientistas comprovaram que o remédio pode eliminar o vírus do organismo, além de bloquear a transmissão para o feto, eliminando os defeitos causados pelo vírus

Ainda sem cura, o vírus Zika segue sendo uma ameaça à população por levar até a morte dos pacientes e também por suas consequências durante a gestação, uma vez que o vírus pode afetar os bebês ainda no útero, causando deformidades neurológicas, como a microcefalia. No entanto, uma nova descoberta científica pode mudar este cenário: um medicamento já usado na cura da Hepatite C pode ser eficaz para curar também pessoas afetadas pelo Zika, incluindo gestantes. O remédio Sofosbuvir já é aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA) – agência regulatória dos EUA para medicamentos – e os ensaios clínicos para o Zika devem começar ainda este ano no Equador. O trabalho completo sobre esta descoberta foi publicado online no dia 19 de janeiro na Revista Scientific Reports, do grupo Nature.

A descoberta de um tratamento efetivo para o Zika, além de ser extremamente útil para as grávidas e para diminuir a incidência de crianças com alterações no crescimento e desenvolvimento devido à infecção pelo vírus – já são 3.037 casos confirmados de bebês afetados no Brasil desde novembro de 2015 até dezembro de 2017, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde –, também irá ajudar pessoas debilitadas que estejam infectadas e correm o risco de apresentar outras complicações, como a Síndrome de Guillain-Barré (doença que faz com que o sistema imunológico do corpo ataque os próprios nervos, causando danos ao sistema nervoso).

O estudo coordenado pelo brasileiro Dr. Alysson R. Muotri, biólogo molecular e professor da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia, com participação da Dra. Patrícia Beltrão Braga, professora do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, ambos cofundadores da startup de biotecnologia TISMOO, testou os medicamentos utilizando uma tecnologia totalmente inovadora chamada BMT (Brain Model Technology), capaz de reproduzir o desenvolvimento embrionário humano através de células-tronco, os chamados minicérebros.

Através de uma comparação genômica, os cientistas identificaram semelhanças nas polimerases (enzimas que sintetizam moléculas de RNA durante a replicação viral) do vírus da Hepatite C e do vírus Zika. A partir dessa observação, buscaram drogas já aprovadas com o objetivo de inativar a enzima. Entre os medicamentos testados, o que apresentou melhores resultados nos minicérebros foi o Sofosbuvir. Também foram realizados testes em dois modelos animais. “Camundongos infectados pelo Zika tratados com o medicamento conseguiram eliminar o vírus do organismo, apresentando níveis indetectáveis em diversos tecidos do corpo, incluindo o cérebro”, comemora o Dr. Alysson R. Muotri.

Além disso, o estudo ainda descobriu a cura de contágio do Zika pela gravidez. Testando o mesmo remédio em fêmeas grávidas, o medicamento funcionou muito bem – fazendo com que todos os filhotes nascessem sem o vírus -, bloqueando completamente a transmissão mãe-filhote. E não foi observada nenhuma toxicidade da droga para os filhotes nem para a mãe. “Esse fármaco é categorizado ‘B’ pelo FDA, o que significa que pode ser administrado em grávidas em situações de risco para o feto”, diz a Dra. Patrícia Braga. “Mães infectadas podem continuar contaminando seus filhos através do leite materno. É possível também que mesmo bebês sem microcefalia que nasceram de mães infectadas, possam ainda ter o vírus circulante no organismo. Essas crianças podem se beneficiar desse tratamento” complementa o Dr. Muotri.

A partir de agora, são necessárias algumas etapas da pesquisa para garantir o resultado contra a doença e os efeitos dela em humanos. Outra boa notícia é que o medicamento é da Gilead (Sovaldi), empresa biofarmacêutica que tem histórico de negociações com países em desenvolvimento para fornecer a versão genérica de baixo custo dos remédios. O Dr. Muotri está preparando os ensaios clínicos no Equador, onde um novo surto de Zika emergiu recentemente e preocupa as autoridades do país.

Impactos dos minicérebros no universo científico

A publicação deste estudo mostra como é importante o olhar voltado às novas tecnologias para a ciência ganhar agilidade nas descobertas e conseguir chegar até soluções efetivas para doenças e transtornos que impactam negativamente a sociedade.

A tecnologia dos minicérebros, desenvolvida pela equipe do Dr. Alysson R. Muotri, é um enorme avanço na área da medicina, sendo vista como uma grande oportunidade de desvendar possíveis tratamentos para doenças neurológicas hoje incuráveis. Utilizando os minicérebros é possível recriar as etapas do desenvolvimento neural dos humanos, conseguindo capturar o material genético de cada indivíduo a fim de investigar como suas mutações levam a um quadro clínico específico e buscar novas formas de reverter o processo com tratamentos farmacológicos, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

Nos próximos anos, as pesquisas realizadas com os minicérebros trarão um avanço revolucionário para a ciência e a saúde, já que a grande vantagem desse processo é a possibilidade viável de se testar fármacos sem utilizar o próprio paciente e, mesmo assim, conseguir definir um tratamento mais personalizado para cada indivíduo.

Desta forma, é possível desenvolver com rapidez soluções para patologias diversas, como para síndromes do espectro autista. Neste momento, a TISMOO está em fase de captação, em uma nova rodada de investimentos, para viabilizar a consolidação de sua plataforma para descoberta e reposicionamento de fármacos. A proposta da startup, com isso, é atuar em parceria com as grandes indústrias farmacêuticas mundiais. Com a plataforma que a empresa já tem desenhada, será possível encontrar soluções semelhantes para o autismo e outros transtornos neurológicos relacionados, que é o principal foco da TISMOO, laboratório de biotecnologia responsável pela criação das miniestruturas que reproduzem o cérebro humano.

Sobre a TISMOO

Criada em 2015, a startup de biotecnologia TISMOO é o primeiro laboratório do mundo exclusivamente dedicado a análises genéticas focadas em perspectivas terapêuticas personalizadas para Transtorno do Espectro do Autismo e outros transtornos neurológicos de origem genética, como a Síndrome de Rett, CDKL5, Síndrome de Timothy, Síndrome Frágil X, Síndrome de Angelman e a Síndrome de Phelan-McDermid. Com renomados cientistas em sua equipe, o objetivo da TISMOO é recriar em laboratório as etapas do desenvolvimento neural a partir de células do próprio paciente – “minicérebros” - capazes de capturar o material genético de cada indivíduo a fim de investigar como suas mutações levam a um quadro clínico específico e buscar novas formas de reverter o processo com tratamentos farmacológicos, melhorando a qualidade de vida de pacientes e famílias que sofrem com doenças neurológicas. Desde 2017, a TISMOO também conta com uma operação nos EUA em colaboração com outros laboratórios do país. http://www.tismoo.com.br

Editorias: Ciência e Tecnologia  Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: CM Comunicação Corporativa  
Contato: CM Comunicação Corporativo  
Telefone: 11-986448505-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype: kathyspereira
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Eventos
São Paulo
22/05/2018

TS Shara marca presença na 21ª edição da ExpoSec e expõe novas linhas de nobreaks com ampla aplicabilidade
Brasília
23/05/2018

Designer Pedro Franco realizará palestra em Brasília-DF
Campinas
25/05/2018

Maio Amarelo: Ação sobre conscientização no trânsito acontece no Shopping Prado Boulevard
são paulo
25/05/2018

Startup destaque em saúde no Inovativa Brasil está na feira Hospitalar
Atibaia
26/05/2018

Festa LGBT+ no interior paulista questiona os padrões da moda e beleza
Rio de Janeiro
26/05/2018

Hipnose Institute realiza curso de Hipnose Clínica no Rio de Janeiro
São Paulo
29/05/2018

Universidade do Livro oferece oferece formação on-line em marketing editorial
São Paulo
03/06/2018

Eleições é o tema da 22ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo que acontece dia 03 de Junho na Av. Paulista
Rio de Janeiro
07/06/2018

Viver bem após os 60 anos é tema de encontro gratuito
Caldas Novas
08/06/2018

Caldas Novas recebe 2º Congresso Goiano de Direito imobiliário e Urbanístico
Passa Quatro
15/06/2018

Novo formato do festival “Passa Quatro Gastronomia” fomenta desenvolvimento econômico e rural
Campo Bom/ Rs
16/06/2018

Evento sobre Mindfulness ajuda na redução de estresse e ansiedade
Porto Alegre
26/06/2018

Métodos ágeis, responsabilidade social e gestão do conhecimento serão um dos temas apresentados no Congresso Internacional do ISMA-BR 2018.
São Paulo
13/08/2018

Catarina Fashion Outlet recebe Escola de Magia e Bruxaria
Rio de Janeiro
29/09/2018

Segunda edição do Congresso Internacional de Peritagem de Obras de Arte
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.