E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Revista Painel traz panorama sobre o bambu
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Igreja em Pereira, na Colômbia Crédito - Wikipedia
Igreja em Pereira, na Colômbia Crédito - Wikipedia

Publicação mensal da AEAARP aborda temas técnicos de engenharia, arquitetura e agronomia

História, plantio, mercado e legislação. A revista Painel traz todas as informações sobre o bambu, uma planta multifuncional que vem conquistando espaço não só na movelaria e artesanato, como na construção civil, arquitetura, indústria de alimentos e cosméticos.

A planta milenar chegou ao Brasil com os colonizadores portugueses. Hoje são 260 espécies, distribuídas em 35 gêneros. Espécies nativas também são encontradas no país, principalmente no estado do Acre, onde existe a maior reserva natural em espécies nativas de bambu do mundo, com 4,5 milhões de hectares, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Reconhecido pelo potencial econômico, o bambu pode substituir ou complementar outras matérias-primas, como fibra, carvão vegetal e madeira. Na construção civil é matéria-prima para revestimentos e pode ser utilizado no lugar do aço no reforço de estruturas de concreto, principalmente onde não há necessidade de curvas e estruturas muito longas.

O destino industrial da planta é a indústria de papel e celulose, bebidas e cosméticos. O bambu ainda pode ser utilizado como fonte de alimentação e do ponto de vista ambiental, a planta promove enriquecimento químico e físico do solo e pode ser usada para recuperação de áreas degradadas.

“Trata-se de um recurso rapidamente renovável que pode ser fonte contínua de matéria-prima para diferentes mercados e uma opção de negócio sustentável”, informa o engenheiro agrônomo Elias Melo de Miranda, pesquisador da Embrapa Acre.

O Brasil ainda não tem norma técnica para o uso do bambu. Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), uma proposta está em fase de elaboração e será aberta à consulta pública.

“Por enquanto, os responsáveis técnicos se embasam em normas internacionais e experiência prática sobre o material para construção com o uso da matéria-prima”, explica engenheiro civil Vitor Marçal, secretário executivo da Associação Brasileira de Produtores de Bambu (Aprobambu).

A versão on-line da publicação está disponível no site http://www.aeaarp.org.br.

Editorias: Construção e Arquitetura  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Texto & Cia Comunicação  
Contato: Daniela Antunes e Blanche Amancio  
Telefone: 16-39162840-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter: http://twitter.com/https://twitter.com/textocia
Facebook: https://www.facebook.com/TextoComunicacao
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.