E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Fernando Bonassi fala sobre roteirização de cinema durante bate-papo nesta terça-feira (13)
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Fernando Bonassi
Fernando Bonassi

Atividade que faz parte do projeto 40tena Cultural, da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, será às 19 horas e promete uma discussão sobre a arte de escrever livros que podem se transformar em roteiros para o cinema. Fernando Bonassi é escritor de vários livros e corroterista do filme “Carandiru” e “Cazuza o tempo não Pára”

Ribeirão Preto (SP), 12 de outubro de 2020 – O projeto 40tena Cultural, da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, apresenta nesta terça-feira (13), às 19 horas, um bate-papo com o romancista, contista, dramaturgo e roteirista de filmes, Fernando Bonassi. Com o tema “A arte de escrever: ficções que ganham vida”, o encontro será mediado pela diretora e roteirista, Paula Sacchetta, que trabalha com documentário há dez anos e já escreveu e dirigiu dois longas: \"Precisamos Falar do Assédio\" e \"Verdade 12.528\", além das séries de TV, “Eu, Preso” e “Famílias\". A live será ao vivo pelo Instagram (@fundacaodolivrorp) e pela nova plataforma da entidade (http://www.fundacaodolivroeleiturarp.com/).

A conversa on-line com Fernando Bonassi será direcionada para a adaptação cinematográfica, uma parte importante do cinema brasileiro, além da criação de histórias originais, ferramentas de roteiros e a fabulação de narrar com imagens. “Vamos falar como o texto é abordado e como fazemos esse tipo de trabalho que, muitas vezes, é até mais complicado que a criação de uma história original”, adianta o escritor, citando algumas temáticas, como a diferença em narrar com palavras e com imagens. Segundo ele, as imagens, de certa maneira, são mais fugidias, e as palavras são mais precisas que as imagens. “Algumas adaptações, forçosamente, são feitas. Talvez, se filmássemos todos os livros por inteiros, eles demorariam horas. Portanto, há a necessidade de sínteses. É uma experiência mais sintética”, explica.

O autor já esteve dos dois lados - criando roteiros de outros escritores e também teve algumas de suas obras adaptadas para o cinema. “Rever sua obra em uma outra plataforma e em uma linguagem de outra natureza, ou seja, ver seu livro narrado por imagens, é um prazer intelectual muito grande, além da vaidade de ver sua obra multiplicada em um país onde as pessoas leem pouco e, frequentemente, o cinema é uma porta de entrada para a literatura”.

Fernando Bonassi é escritor de vários livros, entre eles, o romance Luxúria (Ed. Record). É corroterista do filme “Carandiru” e “Cazuza o tempo não pára” e coautor dos seriados “Força-Tarefa”, “O Caçador”, “Supermax” e “Carcereiros”, para a Rede Globo de Televisão. Em 2018, o dramaturgo esteve na Feira do Livro de Ribeirão Preto e participou do projeto Combinando Palavra durante um encontro com cerca de 1 mil alunos de Ribeirão Preto e região. Em sua passagem pela cidade, ele citou a experiência de escrever um livro, mencionou o lançamento da obra Luxúria e narrou fatos sobre os roteiros que escreveu para a série infantil Castelo Ra-Tim-Bum e o filme Estação Carandiru.

40tena Cultural

Durante mais de sete meses de programação consecutiva, a 40tena Cultural já realizou mais mais de 60 atividades e interagiu com quase 24 mil pessoas. O projeto, realizado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, tem como proposta incentivar as pessoas a ficarem em casa durante o período de isolamento social, em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19). Semanalmente são divulgadas atividades que abrangem desde as transmissões ao vivo com artistas e convidados até contação de histórias para crianças, shows, dicas e discussões de livros. Para acompanhar a programação semanal, basta acessar as redes sociais da Fundação do Livro e Leitura:

Instagram (@fundacaolivrorp)
Facebook (facebook.com/FundacaodoLivroeLeituraRP)
Linkedin (fundacaolivrorp)
Twitter (@FundacaoLivroRP)
Youtube (FeiraDoLivroRibeirao)
Plataforma http://www.fundacaodolivroeleiturarp.com

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Em 2020, a Feira tornou-se internacional e entraria na 20ª edição. Por isso, recebeu recentemente nova identidade, apresentando-se como FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), mas foi remarcada para agosto de 2021 devido à pandemia do novo Coronavírus.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e agora internacional, ao longo de seus 20 anos, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura, com calendário de atividades durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do ProAc.

Atendimento à Imprensa
Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis:
Andrea Berzotti (16) 99138 6185 (andrea@verbo.jor.br)
Luciana Grili (16) 99152 2707 (luciana@verbo.jor.br)
Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 (valter@verbo.jor.br)
Colaboração: Gabriel Todaro

Editorias: Cultura e Lazer  Educação  Internet  Serviços  Sociedade  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Contato: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Telefone: 16-36108659-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.