E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresenta novidades da Feira Internacional do Livro
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresenta novidades da Feira Internacional do Livro
...

Buscando impactar o público que frequenta a festa literária há 20 anos, entidade lança a marca da FIL (Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto), considerada uma das sete maiores da América Latina e, que acaba de ser contemplada, com nota máxima,pelo Edital Feiras e Ações Literárias de 2019. Além disso, apresenta seu mais novo projeto: o Clube de Parceiros

Ribeirão Preto (SP), 4 de dezembro de 2019 – A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto lançou nesta segunda-feira (2/12) a nova identidade visual da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL), em evento realizado para convidados, imprensa, autoridades, escritores e pessoas ligadas à cultura da cidade, com a presença dos membros da diretoria, equipe profissional da instituição e o prefeito da cidade, Duarte Nogueira. A solenidade aconteceu no Vinatrois, que fica na Rua Floriano Peixoto, 1891, no Alto da Boa Vista.
A nova marca sinaliza a virada da Feira Nacional do Livro para sua versão internacional, a partir de 2020, quando o evento completa 20 anos e traz o tema “20 anos depois. E agora?”. A edição da FIL 2020 acontece de 30 de maio a 7 de junho e acaba de ser contemplada, em segundo lugar na maior categoria, pelo Edital Feiras e Ações Literárias de 2019 do Governo Federal que premiou 11 atividades de entidades privadas sem fins lucrativos para a realização de feiras literárias pelo País - no valor total de R$ 2 milhões divididos entre os projetos selecionados. Na classificação geral, as Feiras do Livro de Ribeirão Preto e de Porto Alegre, ambas com nota máxima, ficaram à frente da Flip e da Bienal de São Paulo.

O aporte foi concedido à Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto pelo Ministério da Cidadania, representado pela Secretaria da Economia da Cultura – SEC, da Secretaria Especial de Cultura - Secult. O recurso será integralmente destinado para a realização da 20ª Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto.

Novo posicionamento da FIL
O projeto de rebranding faz parte de uma estratégia de reposicionamento da Feira, que hoje é uma das sete maiores da América Latina e, apesar de já estar consolidada como um dos principais eventos culturais do Brasil, parte para um novo momento em busca de se consolidar como um robusto canal de fomento à formação e capacitação de leitores, bem como à valorização da literatura, do livro e de escritores no contexto internacional. Para representar essa ousada meta, a marca foi reprogramada para impactar o público do evento e anunciar um novo ciclo com propósitos e ressignificados. A criação é da jornalista e designer gráfica, Thais Navarro.

A nova identidade valoriza todo o contexto de contemporaneidade que caracteriza o universo cultural atual, bem como carrega traços dos valores da instituição realizadora da Feira do Livro, a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, que tem como diretrizes de engajamento e atuação os pilares da educação e cultura, baseados na relação com leitores e na democratização do acesso da população ao livro.
Por conta deste direcionamento presente no briefing da Fundação para a designer contratada, os símbolos principais escolhidos para estilizar a logomarca foram o livro e o próprio leitor num movimento de interação contínua. Outra preocupação da Fundação foi criar uma sigla forte para o evento (FIL), de forma a torná-lo ainda mais conhecido e traduzir a solidez que alcançou, em todo território nacional e no cenário internacional.

A curadora da Feira Internacional do Livro e vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Adriana Silva, ressalta que ao longo da história da instituição, e da própria Feira do Livro, é possível perceber ciclos, que se formaram, segundo ela, positivamente no campo do aprendizado. “Durante um tempo tivemos uma Feira com um tamanho modesto. Depois um redimensionamento, extrapolando todas as suas possibilidades, inclusive indo além do centro de Ribeirão Preto. Em seguida, uma nova fase, recuando no aspecto quantitativo, mas qualificando o literário. E agora, deixando de ser nacional para se posicionar como internacional”, explica.

Adriana Silva ainda revela que a nova logo é um sonho antigo da instituição. “Visitávamos outras feiras e percebíamos que algumas tinham a logo com apenas três palavras e buscamos trazer uma nomenclatura semelhante para a nossa Feira”, explica. A curadora ainda comenta que trazer uma nova forma de comunicação de um projeto literário, como a Feira do Livro, é algo para ser divertido, buscar pertencimento, criar uma identidade rápida. “A proposta é deixar de indagar ‘Você vai na Feira?’, para: ‘Você vai na FIL?’, ‘A FIL está começando!’. Era a logo que procurávamos”, enfatiza.

Para a presidente da Fundação do Livro e Leitura, Dulce Neves, esse é mais um registro histórico de evolução da Feira do Livro e da própria Fundação. “A Feira acaba de tornar-se um dos maiores encontros literários com abrangência internacional. Atualmente, já conseguimos trazer nomes da literatura mundial, como neste ano, o autor educação homenageado, Boaventura de Sousa Santos. Além disso, estamos criando parcerias estratégicas com diversos países, o que intensificará ainda mais o intercâmbio no eixo das ideias e reflexões que a Feira do Livro propõe”.

O vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura, Edgard de Castro, avalia que a nova identidade visual tem o peso que a Feira do Livro necessitava com seu crescimento e abrangência nos últimos anos e, acredita que o público também se identificará com a proposta após o rebranding. “A nova logomarca ficou mais moderna e sofisticada, sem perder a busca contínua de dialogar de forma simples e direta com o seu público”.

Para o prefeito Duarte Nogueira, a linha do desenvolvimento do conceito da nova identidade visual foi muito inspiradora. “Tem tudo a ver com a Feira do Livro e com Ribeirão Preto, num momento em que o evento caminha para sua primeira versão internacional e para suas primeiras duas décadas de existência”. O prefeito também destacou, durante o lançamento, que a Feira Internacional do Livro é um porto seguro, uma causa compartilhada. “Ribeirão Preto é uma cidade de vanguarda, inovadora, protagonista de muitos acontecimentos que acontecem no nosso país - na cultura, na arte, nas novidades, no agronegócio e tantas outras e a Feira do Livro acaba sendo a síntese do espírito ribeirão-pretano”, conclui.

Universo visual
A designer Thais Navarro conta que o processo de rebranding da marca consolida um antigo sonho pessoal. Desde que visita e participa da Feira, ela sempre teve intenção de confeccionar a identidade do evento.
Para sua criação, levou em consideração algumas percepções que já tinha e necessitou de um estudo detalhado antes da materialização da nova identidade. “Observei o público, idades e classes sociais”, explica. A comunicação do evento, que agora é internacional, “olha para o futuro não só da Feira, mas da sociedade como um todo”, avalia a designer. Ela ainda acrescenta que levou em consideração o mercado literário ao redor do planeta e os elementos visuais que comunicam melhor com o segmento. Outros itens estudados foram os potenciais de turismo e reconhecimento de Ribeirão Preto e toda a missão, ideais e história da Feira do Livro.

“Depois de 20 anos de histórias, a Feira do Livro merecia uma identidade pela qual pudesse ser reconhecida e se expressar”, salienta Thais. Segundo ela, o design escolhido é pregnante, abrangente, amigável e simples, transmitindo as qualidades e aspirações da Feira por uma solução gráfica que respeite e contemple sua missão e principais características.

Sobre a tipografia, a designer define como humana, popular e moderna, de muita legibilidade. “Uma fonte simples, objetiva, com certa leveza estética, sem serifas para equilibrar, sem brigar com a força do ícone, criado com as iniciais da sigla FIL”

Quanto ao símbolo do logotipo, a prioridade foi construir um ícone simples, partindo das iniciais do nome da Feira, com capacidade de pregnância e flexibilidade. “Forte, moderno, popular e único”, salienta Thaís.
A designer desenvolveu também uma pesquisa de referência, que englobou marcas e peças gráficas do mercado literário, análise e teste de mais de 4 mil tipografias, pesquisa de semânticas envolvendo literatura e as turísticas e históricas de Ribeirão Preto e da Feira. “Referências de aplicação de proporção áurea, Gestalt, Bauhaus e modernistas e pós-modernistas do design gráfico”, completa. Thais conclui analisando que, “esta é uma marca para cravar no consciente e inconsciente coletivo, para de fato deixar gravado um registro no coração e vida das pessoas”.

Mais uma novidade
Durante o evento, também foi lançado o Clube de Parceiros da FIL. A novidade tem a proposta de criar uma rede de relacionamento entre os parceiros e entidades públicas e privadas, buscando engajar o público a contribuir com a realização da Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto.
O objetivo é garantir uma estrutura que possibilite a manutenção da Feira do Livro e das ações e projetos permanentes, que são oferecidos gratuitamente à população, como o Calendário Anual de Atividades.
Até agora, o projeto conta com uma rede de 28 empresas conveniadas que irão oferecer descontos e serviços diferenciados aos associados. Os benefícios serão concedidos através do cartão “Clube de Parceiros FIL”. Para adquiri-lo, os interessados deverão contribuir com um valor anual de R$240 (12 parcelas de R$20) ou optar pelo pagamento à vista com desconto, no valor de R$200. Já para estudantes e professores da rede pública de ensino, o valor anual será de R$ 150,00 (em 10 parcela de R$ 15,00) ou R$ 120,00 (à vista).

Sobre a Fundação
A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país, realizada tradicionalmente no mês de junho.
Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

Atendimento à Imprensa
Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis:
Luciana Grili (16) 99152 2707 (luciana@verbo.jor.br)
Andrea Berzotti (16) 99138 6185 (andrea@verbo.jor.br)
Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 (valter@verbo.jor.br)
Colaboração: Gabriel Todaro (pauta@verbo.jor.br)

Editorias: Cultura e Lazer  Educação  Feminina  Masculino  Mídia  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Contato: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Telefone: 16-36108659-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Eventos
São Paulo
06/12/2019

Marcelle Motta mescla samba e MPB em show no Sesc Belenzinho
São Paulo
07/12/2019

Management 3.0
São Paulo
13/12/2019

Cortejo aos Invisíveis
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.