E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




João Carrascoza troca experiências literárias com estudantes na Feira do Livro
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site
João Carrascoza troca experiências literárias com estudantes na Feira do Livro
...

Natural de Cravinhos, autor foi homenageado por alunos de escolas da região, inclusive a que ele estudou quando criança. Encontro ocorreu nesta quinta (13), dentro do projeto Combinando Palavras, da 19ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. O quinto dia da festa literária reuniu várias atividades como a participação de João Silvério Trevisan e teve várias atrações literárias e artísticas

Ribeirão Preto (SP) – 14 de junho de 2019 – Uma manhã de muita emoção, encontros e reencontros. Assim foi a participação do autor João Anzanello Carrascoza no projeto Combinando Palavras, nesta quinta-feira (13), na 19ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto.

Durante o encontro, o escritor lembrou Vinícius de Moraes: “‘a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida’, e para mim é motivo de grande felicidade ter este encontro com vocês tão perto de minha terra”, disse, fazendo referência a Cravinhos, onde nasceu. “Sem contar a emoção de estar neste palco. Quando menino, quantas e quantas vezes passei na frente do Pedro II. Nunca poderia imaginar que um dia estaria aqui, falando sobre minha obra”, completou.

Durante o encontro desta quinta, mediado pela escritora local, Eliane Ratier, mais de mil alunos do ensino médio de escolas da rede estadual de ensino de Ribeirão Preto e região puderam apresentar ao autor suas visões sobre a obra do homenageado, por meio da declamação de poesias, apresentações musicais e entrega de presentes, especialmente desenhos e esculturas. Um momento especial da manhã foi a apresentação dos alunos da escola Coronel João de Souza de Campos, que Carrascoza frequentou quando criança. “É uma emoção muito grande poder subir ao palco e apresentar um poema que fizemos para um autor que estudou em nossa escola, que passou pelos mesmos degraus que estamos passando”, disse o aluno Rafael Silva, 20 anos, após apresentar seu trabalho.

Além das apresentações artísticas, os alunos tiveram espaço para dialogar com o autor. Em uma das perguntas, Carrascoza foi questionado sobre como materializar a experiência da leitura para a vida. “O livro é um artefato mágico, que nos leva a muitos sentimentos. A literatura pode nos fazer avançar e nos ensina a ter os pés no chão, para entender nossa posição, mas com a cabeça para cima, para enxergar todas as possibilidades do mundo. E isso funciona para todos, inclusive para o autor, pois para escrever, nunca podemos deixar de ser leitores”, respondeu.

Carrascoza também lembrou suas experiências no mercado publicitário e a transição que fez para a literatura, por meio da poesia, das crônicas, dos contos e dos romances. Ele é autor de obras como “Trilogia do Adeus”, “Elegia do Irmão” e “Catálogo de Perdas” e já recebeu os prêmios Jabuti, FBN, APCA e FNLIJ, além dos internacionais France e White Ravens.

A programação da quinta-feira (13) também ofereceu mesa redonda sobre as perspectivas do ensino de língua estrangeira e língua portuguesa, com Andréia Dias Ianuskiewtz e Cláudia Dias de Barros. “Os mestres produzem aulas estereotipadas sobre as línguas e também da cultura. Devemos parar de tratar as línguas como algo separado da cultura. Na verdade, a cultura é feita por línguas interligadas”, comentou Andréia Dias Ianuskiewtz.

O segundo dia apresentou ainda o Seminário de Educação que abordou a qualidade na educação com os professores Guiomar Namo de Mello e Luís Carlos de Menezes. “Uma escola de qualidade é quando ela está pronta para receber e fazer com que o aluno fique e aprenda, de forma simples, e que esse ensinamento perdure por toda a vida”, destacou Guiomar Namo de Mello.

O professor Walter Vicioni Gonçalves e o jornalista Ricardo Viveiros, discutiram o livro que escreveram em conjunto, “Pelos Caminhos da Educação”. Vicioni disse durante o Salão de Ideias que, depois de vivenciar, ao longo da carreira como docente experiências de extrema superação de alguns alunos, nunca mais iria desistir de ninguém. “Para educar é preciso estar atento ao outro, ter ação, coragem e ousadia, mas, principalmente, ter muito orgulho de ser professor”, completou.

No final da tarde, quem passou pela Praça Carlos Gomes foi surpreendido com o espetáculo Imprudências Poéticas, com a Cia Dos Pés. Parte da programação do Sesc, a performance trouxe uma instalação de teatro e música para a feira e levou artistas e um guindaste como palco principal à praça. O espetáculo tratou o tema da fome de sentimentos e foi inspirado nas obras do escritor Mia Couto, retratando de forma contemporânea o cenário atual do País.

A noite da feira também foi agitada. A jornalista Daniela Penha atraiu uma plateia lotada para o Auditório Meira Júnior com o lançamento do seu livro e o salão de ideias “História do Dia – um novo olhar sobre o cotidiano pela trajetória de 50 pessoas”.

A programação musical também foi de primeira com dois shows especiais: o palco principal do Theatro Pedro II recebeu o show da banda Aláfia e o Teatro Sesi o espetáculo Refazendo Gonzaguinha, com a cantora Fernanda Marx.

Formado por Eduardo Brechó (voz e guitarra), Jairo Pereira (voz), Fabio Leandro (teclado), Pedro Bandera (percussão), Lucas Cirillo (gaita), Gabriel Catanzaro (baixo), Estela e Eloisa Paixão (vocais), Filipe Gomes (bateria), Igor Damião (guitarra) e Vinicius Chagas (saxofone), a banda apresentou um repertório que mesclou os três primeiros discos do Aláfia, apresentando algumas canções do próximo trabalho, que será lançado no segundo semestre de 2019, inclusive o mais recente videoclipe Canção Pra Nós. “A Feira do Livro é um evento muito especial para o Aláfia, porque somos crias do movimento de literatura periférica de São Paulo e estamos muito conectados a esta linguagem”, acrescenta Dani Godoy, gestora cultural do grupo.

Fernanda Marx interpretou as principais canções do cantor e compositor Gonzaguinha, com releituras e novos arranjos para canções como O que é? O que é?, Lindo lago de amor, Sangrand”, entre outras. Para ela, Gonzaguinha é completo, o que a encanta no artista, e isso pesou na hora de decidir a montagem do espetáculo. “Digo “É”, pois apesar dele já ter nos deixado há 46 anos, ainda é extremamente atual e ainda está entre nós”, analisa a intérprete. Fernanda Marx já se apresentou em diversos projetos na feira e construiu um vínculo com o evento. “Tenho um carinho e um respeito imenso pela feira e por isso, voltar para sua programação, agora com um show que faz parte de minha trajetória artística solo é maravilhoso”, finaliza.

19ª Feira Nacional do Livro

A 19ª Feira Nacional do Livro acontece entre os dias 9 a 16 de junho de 2019 em Ribeirão Preto (SP). Trata-se de um dos maiores encontros culturais do país e neste ano traz o tema “Entre Uma História e Outra, Uma Nova História – Um Mundo Melhor para Todos. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” que embasa a tônica de todos salões de ideias, conferências, palestras, mesas-redondas, oficinas, exposição de filmes, shows, espetáculos infantis, performances, contações de histórias, entre outras atividades. São planejadas mais de 330 atrações culturais totalmente gratuitas com nomes referências nas esferas literária, educacional e cultural. A programação completa pode ser acessada no site da Fundação:
https://fundacaodolivroeleiturarp.files.wordpress.com/2019/05/19_fnlrp_revista_final.pdf

Homenageados - Como em todos os anos, a Feira Nacional do Livro fará homenagem a um país – e o escolhido foi a Suécia. Quanto aos autores celebrados, o escritor principal é Ignácio de Loyola Brandão; o autor educação é Boaventura de Sousa Santos; a autora infantojuvenil é Heloisa Prieto; autor local, Gilberto Andrade de Abreu e a professora homenageada, Amini Boainain Hauy. O patrono desta edição é o empresário Luiz Octávio Junqueira Figueiredo.

Realização
O Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura Municipal, Alta Mogiana, GasBrasiliano, Tanger e Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentam a 19ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto com: Patrocínio Ouro: Alta Mogiana - Açúcar, Etanol e Energia; GasBrasiliano e Tanger. Patrocínio Prata: Ambient, Centro Universitário Estácio de Ribeirão Preto, Passalacqua, Grupo São Francisco e Savegnago Supermercado. Patrocínio Bronze: Grupo Maubisa, Pedra Agroindustrial, Ribeirão Shopping e Riberdoces. Patrocínio: ACIRP - Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, Madeiranit e Grupo Via Brasil. Instituição Cultural Parceira: SESC - Serviço Social do Comércio. Parceria Cultural: Fundação Dom Pedro II e Theatro Pedro II, Colorado John Deere, Imma Escola de Design, Santa Helena, Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, Sesi – Serviço Social da Indústria, Grupo Thathi de Comunicação. Apoio Cultural: Consulado Geral da Suécia em São Paulo, Centro Universitário Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Ecofalante, Superintendência de Gestão Ambiental, Heurys Tecnologia, IEA – Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, Shopping Iguatemi – Ribeirão Preto, Monreale Hotel Ribeirão Preto, NW3 Comunicação, Protécnica – Proteção Individual Técnica, Rodonaves, Usina São Martinho, Unaerp – Universidade de Ribeirão Preto, Verbo Nostro Comunicação Planejada, Sistema Clube de Comunicação, EPTV, Rádio CBN, Record TV e SBT. Apoio: Secretaria Municipal da Cultura, Secretaria Municipal da Educação, Secretaria Municipal de Turismo, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, Centro Cultural Palace, Diretoria de Ensino Região de Ribeirão Preto, Câmara Municipal de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto - Convention & Visitors Bureau, Brasil Convention & Visitors Bureau, Fundação Educandário, Colégio Marista, Biblioteca Padre Euclides, OAB, Sincovarp - Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto, Macboot, Grupo Utam, ALMA – Academia Livre de Música e Artes, IPCCIC – Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Instituto Ribeirão 2030, Recicla Bytes, Coderp, Daerp, Transerp, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar. Realização Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Prefeitura Municipal, Governo do Estado de São Paulo - Secretaria da Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Brasil – Governo Federal.

Sobre a Fundação - A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade, hoje considerada a segunda maior Feira a céu aberto do país. Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividades permanente durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

Atendimento à Imprensa
Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis:
Luciana Grili (16) 99152 2707 - luciana@verbo.jor.br
Andrea Berzotti (16) 99138 6185 - andrea@verbo.jor.br
Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 - valter@verbo.jor.br
Colaboração:
Juliana Castro - pauta@verbo.jor.br
Gabriel Todaro e Angelo Davanço - redação@verbo.jor.br

Editorias: Cultura e Lazer  Educação  Feminina  Masculino  Mídia  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Contato: Verbo Nostro Comunicação Planejada  
Telefone: 16-36108659-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.