E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   



Pesquisa




Crianças menores de 5 anos são deixadas sem supervisão com seus dispositivos móveis
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

Uma pesquisa realizada com pais da Filadélfia, EUA, descobriu que três quartos dos seus filhos tinham ganhado tablets, smartphones ou iPods aos 4 anos de idade e faziam uso desses dispositivos sem supervisão, completamente sozinhos.

Na pesquisa, 350 pais, que eram em grande parte de baixa renda, afro-americanos, preencheram um questionário durante uma visita ao Einstein Medical Center, na Filadélfia.

Um terço dos pais das crianças de 3-4 anos disse que seus filhos gostavam de usar mais de um dispositivo, ao mesmo tempo. 70% dos pais relataram permitir que seus filhos, com idades entre 6 meses a 4 anos, joguem com dispositivos móveis, enquanto os pais fazem trabalhos domésticos e 65% disseram ter feito isso para aplacar o mau comportamento da criança em público.

“Um quarto dos pais disse que eles deixaram as crianças usar os dispositivos digitais na hora de dormir, embora as telas brilhantes interfiram no sono. Na verdade, eles estão colocando o filho para dormir em um ambiente que os impede de ir dormir”, afirma o pediatra e homeopata Moises Chencinski (CRM-SP 36.349).

De acordo com os pais, quase metade das crianças com menos de 1 ano usa um dispositivo móvel diariamente para jogar, ver vídeos ou usar aplicativos. A maioria das crianças de 2 anos usa um tablet ou um smartphone diariamente.

“A pesquisa não é nacionalmente representativa e se baseou em dados relatados pelos pais. Mas especialistas dizem que o resultado surpreendente acrescenta robustez às crescentes evidências de que o uso de dispositivos eletrônicos tornou-se profundamente enraizado na infância”, destaca o médico.

A exposição aos dispositivos móveis entre as crianças em outros lugares não é tão diferente da que foi descrita pelos pais na Filadélfia. \"Baseado na observação das famílias com as quais trabalho, eu não ficaria surpreso se estes níveis de propriedade do dispositivo e de utilização fossem semelhantes em muitas delas, em muitos locais do mundo\", defende o médico, que é membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Mais dados...

De acordo com uma pesquisa nacional americana, realizada pelo Common Sense Media, 72% das crianças de 8 anos ou mais jovens utilizaram um dispositivo móvel, em 2013, por exemplo, em comparação com 38%, em 2011.

Para Chencinski, os dados das duas pesquisas são preocupantes. “Se as crianças estão se sentando sozinhas, por horas a fio, apenas acompanhadas dos dispositivos digitais, nós simplesmente não sabemos quais são as consequências para o desenvolvimento social delas. A Academia Americana de Pediatria recomendou a abstinência total para crianças menores de 2 anos, mas ultimamente tem suavizado sua posição. Agora aconselha fixar prazos, priorizando o que chama de não usar os dispositivos como chupeta para acalmar as crianças. A falta de supervisão dos pais é mais preocupante do que o uso dos dispositivos móveis em si. Muito tempo sozinho na Web definitivamente é prejudicial”, explica o pediatra.

O outro lado...

Os apps, as aplicações interativas, no entanto, podem ensinar as crianças. Um estudo publicado na revista Science descobriu que alunos da primeira série que usaram um aplicativo chamado Bedtime Math com um dos pais melhoraram suas habilidades matemáticas em poucos meses.

Os pais da nova pesquisa, no entanto, relataram que seus filhos às vezes usam os dispositivos para assistir vídeos e outros tipos de entretenimento passivo.

“Com fins educacionais ou não, devemos ficar atentos. As crianças estão profundamente envolvidas com a mídia eletrônica. Os cientistas devem se comprometer a fazer pesquisas para entender como somos transformados pelos meios de comunicação que usamos. E, enquanto isso, os pais ainda são os melhores intermediadores dessa relação entre homem e máquina\", diz o pediatra.

CONTATO:
Site: http://www.drmoises.com.br
Email: fale_comigo@doutormoises.com.br
You Tube: http://www.youtube.com/user/DoutorMoises
Blog: https://euapoioleitematerno.wordpress.com/


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO:
Márcia Wirth
MW-Consultoria de Comunicação & Marketing em Saúde
Site: http://www.marciawirth.com.br
E-mail: faleconosco@marciawirth.com.br
Telefones: (11) 9 9394 3597/3791 3597



Editorias: Ciência e Tecnologia  Criança  Feminina  Saúde  Teen  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: MW CONSULTORIA DE COMUNICAÇÃO  
Contato: MARCIA WIRTH  
Telefone: 11-37913597-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Eventos
Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.