E-mail


Senha

Lembrar senha

   
Informe o e-mail usado para fazer o login


   
Painel de notícias



Pesquisa




Falta de libido pode indicar alteração hormonal
Enviar release
Este release no seu Blog ou Site

O sexo é um assunto que faz parte do nosso cotidiano, mas que nem sempre é discutido abertamente e com sinceridade. Existem muitos julgamentos e inseguranças, e mesmo que muitas pessoas sofram com baixa de libido, a maioria nem sequer sabe que pode procurar um especialista para resolver esse problema. Em entrevista ao programa Mister V, até mesmo a cantora Wanessa Camargo admitiu que já teve problemas hormonais e recorreu a um especialista para recuperar o fôlego e a energia, e dar conta de manter a “chama acesa” no relacionamento.

“Os hormônios sexuais têm função essencialmente reprodutora e, por volta dos 35 anos, começa a ocorrer uma queda na produção desses hormônios, tanto em homens quanto em mulheres. Isso acontece porque sua função principal, em teoria, deixou de existir” explica a médica Sarina Occhipinti, especialista em clínica médica pelo CFM, com ênfase endocrinologia avançada pela Universidade de Washington. Isso ocorre de forma progressiva, e o corpo começa a entender que passou a fase de procriar. “Com a progressão da idade, a queda desses hormônios faz com que diminua a atração sexual e a libido, o que atrapalha inclusive a capacidade de ereção em homens, de lubrificação vaginal em mulheres e de ter orgasmos, em ambos”, complementa a médica do Instituto Sari.

No entanto, com todos os avanços da medicina e o aumento da expectativa de vida, as pessoas ainda têm muita vida pela frente aos 35 anos. Atualmente, é a partir dessa idade que as pessoas têm começado a se estabilizar e a planejar ter filhos. “Por isso, nada de se conformar”, destaca a médica.

“Se um homem ou mulher percebe que alguma função fisiológica do seu organismo não está funcionando tão bem quanto antes, não deve se conformar, pensando que isso é um ‘problema da idade’”, afirma Sarina. “Se acha que tem lapsos de memória, ou que não está conseguindo fazer as atividades físicas como deveria, ou até mesmo se acha que a performance sexual piorou, é importante levar isso em consideração e procurar ajuda médica”.

Nem sempre é necessária a regulação hormonal

Grande parte das pessoas que busca por ajuda médica em função da perda de libido não precisa fazer reposição hormonal, já que uma das causas mais comuns para o problema é o estresse. Sarina Occhipinti explica que o estudo de estresse é uma resposta bioquímica do organismo para se adaptar às mudanças e ameaças. “O problema é que, quando o organismo reage a um fator estressante, ele prioriza sua sobrevivência e, para isso, há uma diminuição de hormônios sexuais”, explica. Segundo a médica, naquele momento o corpo não está preocupado em se reproduzir – mas sim em sobreviver e se adaptar àquela mudança. Só que, se isso for feito de forma crônica, a pessoa não apenas terá baixa de libido, como também problemas de fertilidade. Ao gerenciar bem o estresse, muitas vezes não é necessário o uso de hormônios.

Editorias: Feminina  Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:
Fonte do release
Empresa: Hipertexto Consultoria e Assessoria de Imprensa  
Contato: Cilene Impelizieri Nogueira  
Telefone: 31-32274566-

Envie um e-mail para o(a) responsável pela notícia acima:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Digite o código mostrado abaixo

  
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Tags
•  EDUCAÇÃO  •  CULTURA  •  SAÚDE  •  TECNOLOGIA  •  INTERNET  •  TI  

Mais tags
O que são tags ?

Copyright 2008 - DIFUNDIR - Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução deste conteúdo sem prévia autorização.