Altas taxas de satisfação dos pacientes após cirurgia de redução de “pomo-de-adão”

A cirurgia plástica para reduzir a aparência masculina do "pomo-de-adão" tem uma alta taxa de satisfação do paciente, de acordo com um estudo publicado na Plastic and Reconstructive Surgery—Global Open, revista médica oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS) .

“Mas os cirurgiões plásticos que executam esse procedimento devem equilibrar os resultados cosméticos com a necessidade de cautela para evitar alterações irreversíveis na voz. O estudo apresenta um novo questionário para uso na avaliação dos resultados estéticos e no impacto na qualidade de vida após a cirurgia de ‘pomo-de-adão’ em transgêneros e outros pacientes. A maioria dos pacientes está muito satisfeita com os resultados”, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada.

Os pesquisadores avaliaram a satisfação do paciente após a cirurgia de redução do "pomo-de-adão", conhecida pelos cirurgiões plásticos como condrolaringoplastia estética. O "pomo-de-adão" se desenvolve durante a puberdade, a partir de um aumento no tamanho da laringe e da cartilagem tireoidiana, é mais proeminente nos homens do que nas mulheres.

A condrolaringoplastia é realizada em pacientes que desejam diminuir a aparência masculina. É realizada com mais frequência em mulheres trans como parte da cirurgia de feminilização facial, mas também pode ser feita por outros pacientes. Desde 2006, o autor o estudo - Jeffrey H. Spiegel - realizou mais de 600 procedimentos de condrolaringoplastia.

“O procedimento envolve a redução da parte mais proeminente da cartilagem da tireoide. Idealmente, o cirurgião removeria completamente a cartilagem projetada para frente. No entanto, se a cirurgia for muito agressiva, existe o risco de a laringe e as cordas vocais serem afetadas, resultando em alterações permanentes na voz, o que é particularmente devastador para as mulheres transgêneros, nas quais a redução da voz pode ser especialmente traumática e um obstáculo difícil de superar. Os resultados estéticos devem ser equilibrados com o objetivo de minimizar o risco de ressecção excessiva e alteração de voz”, destaca Ruben Penteado, que é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Entenda o estudo

Os pesquisadores criaram um questionário de sete itens para avaliar a qualidade de vida física, emocional e social após a condrolaringoplastia. As perguntas foram enviadas aos primeiros 112 pacientes do Dr. Spiegel, 45 dos quais responderam ao questionário.

60% dos pacientes indicaram que estavam "muito" ou "completamente" satisfeitos com a aparência do pescoço e do "pomo-de-adão". Apenas 13% disseram que "não estavam" satisfeitos; 15% consideraram que os resultados limitavam sua aparência social ou profissional.

Cerca de 55% dos pacientes consideraram que a aparência do pescoço / do "pomo-de-adão" era "melhor que poderia ser", enquanto apenas 25% disseram estar interessados em outras cirurgias. Nenhum dos pacientes apresentou alterações vocais a longo prazo.

Os resultados do novo estudo, usando um questionário específico para o procedimento, serão úteis para os cirurgiões plásticos informarem aos pacientes sobre os resultados esperados da cirurgia de redução do "pomo-de-adão". “É possível dizer que três quartos dos pacientes apresentam redução adequada no tamanho da cartilagem tireoidiana e que a maioria está muito satisfeita com o resultado”, afirma o cirurgião plástico.

CONTATO:
Site: www.medintegrada.com.br
Canal de vídeos: https://www.youtube.com/user/Medintegrada


INFORMAÇÕES E ENTREVISTAS:
Márcia Wirth
MW- Consultoria de Comunicação & Marketing em Saúde
Site: www.marciawirth.com.br
E-mail: faleconosco@marciawirth.com.br
Telefones: (11) 9 9394 3597/3791 3597


Editorias: Estética e Beleza  Feminina  Masculino  Saúde  Teen  
Tipo: Pauta  Data Publicação: 28/11/19
Tags:
Informações para contato
Empresa: MW CONSULTORIA DE COMUNICAÇÃO  
Contato: MARCIA WIRTH  
Telefone: 11-37913597-

E-mail: SAUDE@MARCIAWIRTH.COM.BR
Skype:
MSN: