Home  Imagens  Contato  Clássico    
Primeiro emprego: recém-formados sentem dificuldades em processo seletivo pós isolamento social
...

Quais são os desafios do primeiro emprego da nova geração nesta retomada do pós pandemia para brasileiros recém-formados, os mais afetados por estarem entrando no mercado de trabalho? Segundo o estudo da Mindsight, a maioria dos entrevistados pensa que o processo de seleção ficou mais difícil para todos, independente da idade. Das nove mil pessoas entrevistadas, 25% fazem parte da Geração Nem Nem (nem estudam e nem trabalham) enquanto a maioria (35%) está estudando e buscando uma posição no mercado.

Na prática, esta percepção de que os processos de seleção ficaram mais competitivos e difíceis é irreal para a Coordenadora de Recrutamento e Seleção da RH NOSSA, Eliane Catalano. A distorção da percepção sobre como entrar no mercado de trabalho acontece justamente por estes jovens terem vivido os últimos meses em isolamento:

“Passar o final da adolescência estudando em casa, sem ter passado por estágios presenciais, obviamente despertou essa preocupação. São jovens que não tiveram as mesmas experiências que as gerações anteriores, por isso a percepção de que processos de seleção são complicados. Acontece que os demais candidatos estão no mesmo patamar e os recrutadores vão analisar fatores comportamentais, habilidades adquiridas e vontade de trabalhar.”

O momento de procurar é agora
Quem está saindo da faculdade agora pode tirar proveito desta retomada pelo número de vagas sobrando: “As empresas estão procurando recém-formados, tem até fila de espera em alguns setores, como o de eventos que está voltando com muita força após esses meses de ostracismo. Temos também o mercado super aquecido, precisando de profissionais em marketing, logística e vendas”.

Um querendo o outro
O cenário que se desenha é o seguinte: um grande número de empresas precisando de trabalhadores de um lado, e muitos jovens ansiosos para começar a trabalhar do outro. A expectativa é muito grande para estes jovens que estão atrás do primeiro emprego, e eles precisam se adaptar aos novos tempos. Já existem faculdades voltando ao presencial, e o mesmo ocorre nas empresas.

“É tudo muito novo e estes jovens, que viveram em uma zona de conforto muito grande quando estavam 100% do tempo em casa, precisam estar prontos para, literalmente, sair para o mercado” aponta Eliane.

Mundo real está voltando
A vacina proporciona esta volta ao presencial e há, de fato, a incerteza sobre voltar ao “mundo real”. Este fator é perfeitamente compreendido pelas empresas, pois passaram pelo mesmo drama da adaptação durante a pandemia:

“O próprio mercado sentiu na pele este isolamento, então o fato dos jovens terem passado o último ano trancados em suas casas não deve ser uma barreira nestes processos de contratação para primeiro emprego. Principalmente para vagas mais técnicas, talvez o melhor caminho para os jovens começarem sua jornada profissional.\" aponta Catalano.

Editorias: Industria  Masculino  Negócios  Serviços  Recursos Humanos  
Tipo: Pauta  Data Publicação:

 
Fonte do release
Empresa: Aroldo Antonio Glomb Junior  
Contato: Aroldo Glomb  
Telefone: 41-30147662-

E-mail: aroldo@kakoi.com.br
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Enviar release