Home  Imagens  Contato  Clássico    
Dicas de como planejar melhor o ano de 2020

“Planejar o futuro é saudável”, revela a psiquiatra Kelly Pereira Robis

Você é daquelas pessoas que todo final de ano recorre às listas de metas e planos para o ano seguinte? Com certeza, grande parte da população brasileira tem esse costume que, afinal, é muito saudável. Mas, por que devemos conceber planos? Quais são os aspectos positivos quando colocamos no papel os nossos desejos de mudança?

Para a professora do curso de Medicina da UFMG e da PUC/MG, dra. Kelly Pereira Robis, estudos recentes revelam os aspectos positivos quando planejamos o futuro. “Quando estabelecemos planos positivos para o futuro, aumentam as nossas chances de fazermos boas escolhas para nós mesmos”, diz. E como é possível cumprirmos aquilo que listamos como metas para o ano seguinte?

A psiquiatra explica que as pessoas precisam fazer um planejamento o mais próximo da realidade. “Se uma determinada pessoa não faz atividade física o ano todo, não tem como colocar como meta para o ano seguinte, ir à academia todos os dias. O ideal é começar gradualmente, tendo em mente uma meta final. Em janeiro, por exemplo, ir à academia uma vez por semana durante meia hora. Em fevereiro, já aumenta um pouco a frequência e o tempo fazendo exercício físico, para chegar ao final do ano indo mais vezes por semana”, pondera.

E como as pessoas devem planejar o 2020? “Na psiquiatria usamos a ativação comportamental, uma técnica utilizada no tratamento de pacientes deprimidos, no sentido de que essas pessoas façam um planejamento realístico como forma de sair desse momento depressivo. Essa ativação comportamental também pode ser aplicada para se planejar o novo ano”, revela a psiquiatra.

A ativação comportamental nos ajuda a entender como os comportamentos influenciam as emoções, assim como a cognição nos ajuda a entender a conexão entre pensamentos e emoções. “Planejamento e pensamentos positivos aumentam a chance de nos sentirmos motivados, aumenta a autoestima e a autossuficiência. É importante entender que o ser humano se alimenta também de expectativas”.

E quais são as dicas para as pessoas que possuem muita dificuldade em cumprir metas? Dra. Kelly Robis aconselha: “Deixar as próprias metas visíveis para si mesmo. Escrever para si mesmo cartões contendo frases que lembrem da meta e que sejam motivadoras, deixando-os em gavetas, bolsas e carteiras. E, não mais importante: reduzir a procrastinação”.


Editorias: Serviços  Saúde  
Tipo: Pauta  Data Publicação:

 
Fonte do release
Empresa: Able Comunicação  
Contato: Cristiane Fabíola Miranda Malheiros  
Telefone: 31-3411-1547-

E-mail: cristianemiranda@ablecomunicacao.com.br
Skype:
MSN:
Twitter: http://twitter.com/ablecomunicacao
Facebook: www.facebook.com/ablecomunicacao
Enviar release