Home  Imagens  Contato  Clássico    
Estrada Parque tem projeto de revitalização e regulamentação

O projeto para uma revitalização total da Estrada Parque APA Rio Tietê, um dos grandes atrativos turísticos da Estância Turística de Itu, é de autoria do Vereador Rodrigo Macruz que o encaminhou ao Secretário de Turismo de Itu – Vinicius Salton em 2 de junho de 2020.

A Estrada Parque

Trata-se de uma paisagem deslumbrante. A Estrada Parque que liga a Estância Turística de Itu a Cabreúva, foi inaugurada em 1º de maio de 1922. Coberta por mata atlântica, beirando o Rio Tietê. É um passeio imperdível pelo seu conteúdo rico em patrimônio natural, arquitetônico e histórico.

A SP-312, denominada Rodovia dos Romeiros, que completou 98 anos no último 1º de maio, é considerada um marco na implantação da malha rodoviária paulista. O apelido “estrada dos romeiros” se deve à forte tradição religiosa das comunidades do interior que rumam com charretes, cavalos, bicicletas e a pé com destino ao santuário de Pirapora do Bom Jesus, especialmente na Semana Santa.

16 quilômetros de Biodiversidade

A Estrada Parque estende-se por 16 quilômetros às margens do rio Tietê, entre as cidades de Itu e Cabreúva. É repleta de rica biodiversidade, composta por espécies de fauna e flora como, por exemplo, grupos de macacos bugios da cara preta. Além disso, há jequitibás centenários dentre os quais podemos destacar o jequitibá rosa, símbolo da estrada, que está ameaçado de extinção e que é encontrado só na região e diversas cascatas.

A Estrada Parque APA – Itu Rio Tietê (lei 4020, de 02 de dezembro de 1996) é uma Estrada de importância histórica e econômica. Foi planejada no início do século XX. Ela liga Itu a quatro cidades do Roteiro dos Bandeirantes, viagem que começa em Santana de Parnaíba, pertinho de São Paulo, passando pelas cidades de Pirapora do Bom Jesus, Araçariguama, Cabreúva, Itu, Salto e Porto Feliz.

Trata-se de uma estrada de via simples separada somente pela faixa central. Não possui acostamento em quase sua totalidade, existindo apenas em alguns trechos.

O projeto de regulamentação de uso da rodovia é muito importante para o turismo nos finais de semana. Por isso, é importante a proposta do Vereador ituano Rodrigo Macruz de estabelecer algumas regras para o seu uso beneficiando, assim, a segurança dos usuários.

PROPOSTAS

O Objetivo é tornar a Estrada Parque mais atrativa e segura aos turistas do que para a locomoção de veículos motorizados de passagem.
a) Controle de acesso nos portais já existentes na Estrada Parque (Itu – Cabreúva): Essa seria a primeira medida, juntamente com o Programa de Educação e Conscientização para todos os usuários: Motoristas de carros, caminhões e motos, Ciclistas, Corredores, Romeiros, Pedestres etc.

Finalidade: Aos sábados e domingos todos precisam entender que para andar na Estrada Parque terão que fazê-lo a uma velocidade de no máximo 40 Km/h, com os faróis acesos. Nos fins de semana a estrada somente poderá ser usada para trânsito local e não como trânsito de Itu-Cabreúva e vice-versa.

Para fazer a ligação entre as duas cidades os motoristas terão que utilizar a rodovia D. Gabriel Couto. Para isso se faz necessário um contingente maior de policiais militares para manutenção da proposta, assim como a implantação de placas e distribuição de panfletos para melhor informação de todos.

As demais propostas são importantes, porém requerem custos e investimentos. Todavia, espera-se que conforme a proposta “a” for implementada de maneira eficaz, as demais também tenderão a ser implantadas.
b) Sugere-se corrigir a informação existente no acesso a Estrada Parque, por Itu, de que a Lei Municipal nº4020 é do ano de 1996 e não de 1995.
c) Sugere-se a retirada da placa da obra de Revitalização da Estrada Parque de 2015/2016.
d) Implantação de faixa adicional, alargamento de pista e ou acostamento para servir de fuga para os usuários, especialmente os ciclistas. Esta medida servirá principalmente aos ciclistas durante a semana quando o fluxo de veículos é maior que os de usuários de bicicletas.
e) Implantação de mais sinalização horizontal e vertical para advertência dos pontos perigosos, placas para registrar as atrações turísticas pelo caminho, com mais tachas, olho de gato e alertas pintados na pista. Intensificar esta sinalização nos trechos onde não for possível a implantação de faixa adicional, alargamento de pista e ou acostamento para fuga de ciclistas.
f) Nos finais de semana, implantar sinalização extra com cones, bandeirolas e pessoas orientando, isto considerando o exemplo de São Paulo nas ciclo faixas, aos domingos.
g) Revitalização dos espaços de convivência e pontos turísticos: Por exemplo: A escadaria que leva até o topo da Gruta da Glória precisa de reparos urgentes. Encontra-se corroída, enferrujada e oferece risco ao usuário.
O Playground do espaço de convivência (área de piquenique próxima à gruta da Glória) tem brinquedos quebrados. Há necessidade de revitalização deste espaço.
h) Implantar Bolsão de estacionamento.
i) Implantar mais pontos de apoio.

Os que mais usam a estrada

Ciclistas de estrada
Corredores de rua e pessoas caminhando
Romeiros
Grupos de motoqueiros
Transeuntes
Turistas em geral
Transporte público e de serviços públicos
Veículos automotores (ônibus, caminhões, carros, motos etc.
Usuários de cavalos, charretes e carroças



http://www.grandeitu.com.br
grandeitu@grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho - Editor

Editorias: Automóveis e Automotores  Construção e Arquitetura  Cultura e Lazer  Mídia  Turismo  
Tipo: Pauta  Data Publicação:

 
Fonte do release
Empresa: www.grandeitu.com.br  
Contato: Raul Machado Carvalho  
Telefone: 11-55213483-

E-mail: raul.mcarvalho@gmail.com
Skype:
MSN:
Twitter:
Facebook:
Enviar release